Promessa do futebol holandês do início dos anos 2000 que não deu certo, e que praticamente renasceu para o futebol na Turquia, mais de 10 anos após ter se tornado um jogador profissional. Assim pode ser resumida a carreira de Ryan Babel, atacante do Besiktas pretendido pelo Flamengo [VIDEO] para substituir Vinícius Júnior, de malas prontas para o Real Madrid.

O jogador - que está levando o rubro negro carioca a oferecer entre R$ 20 milhões aos turcos para reforçar a equipe no Brasileirão deste ano - teve a sua melhor temporada aos 31 anos, ao se tornar o vice-artilheiro do Besiktas no campeonato da Turquia da temporada 2017/2018.

Na equipe, apenas o brasileiro Anderson Talisca fez mais gols que o holandês na competição. Babel anotou 13 vezes e o brasileiro 14. O holandês fez, ainda, dois gols em jogos válidos pela Liga dos Campeões, totalizando 15 na temporada.

Revelado em 2003 e no auge 15 anos depois

Desde que se profissionalizou pelo Ajax, da Holanda, em 2003, esta a temporada em que Babel fez mais gols. Os bons desempenhos do atacante no Ajax fizeram com que o Liverpool o contratasse para a temporada 2007/2008. Mas as expectativas não se confirmaram na Premier League. A melhor temporada do jogador no clube inglês foi o do ano de sua estreia, quando fez 10 gols em 49 partidas, com média de 0,2 gol por partida, ou um gol a cada cinco partidas.

Em 2017/2018, pelo Besiktas, os 15 gols foram anotados em 43 jogos: média de 0,34 gol por jogo, ou um gol a cada três jogos.

É o recorde de gols de Babel em uma temporada. Os especialistas podem até argumentar sobre o abismo que separa o nível técnico entre os campeonatos inglês e turco, mas cabe destacar que Babel já disputou outros campeonatos [VIDEO] depois que saiu do Liverpool no meio da temporada 2010/2011, e nunca teve média tão boa de gols.

Depois do futebol inglês e um nômade da bola

Após deixar o Liverpool, o jogador defendeu o Hoffenheim (Alemanha), voltou ao Ajax, passou pelo Kasimpasa (Turquia), Al Ain (Emirados Árabes) e Deportivo La Coruña (Espanha). Foi contratado pelo Besiktas no meio da temporada 2016/2017, quando defendia o La Coruña.

O desempenho no clube espanhol era bom: havia balançado as redes adversárias cinco vezes em 12 jogos (média de 0,41 gol por jogo). Dá para dizer que foi no clube espanhol que iniciou sua volta por cima. Foram três meses que conquistaram os críticos. Sua saída para o Besiktas, inclusive, gerou protestos da torcida do La Coruña.

Somando as duas temporadas no clube turco, o jogador anotou 23 gols em 68 jogos (média de 0,33 por jogo). Na sua primeira temporada ajudou o Besiktas a conquistar o campeonato turco da temporada 2016/2017. Além desse título, o jogador tem como principais conquistas os campeonatos da Holanda de 2003/2004 (quando jogou apenas uma partida) e o de 2012/2013, na sua segunda passagem pelo clube.