O São Paulo enfrentou o Cruzeiro, neste domingo, 29, pela 16º rodada do Campeonato Brasileiro, às 16 horas (horário de Brasília) e saiu vencedor em pleno Mineirão, após emplacar um 2 a 0, em contra-ataques mortais. Diego Souza foi o nome do gol aos 26 minutos da etapa inicial, no segundo tempo Everton marcou o segundo, aos 31’, decretando mais um triunfo.

Melhor visitante da competição, o Tricolor do Morumbi tem quatro vitórias, três empates e duas derrotas em nove jogos, somando 15 pontos.

Agora os paulistas tem 32 pontos e o Flamengo, 34, depois de ganhar do Sport Recife no Maracanã por 4 a 1.

Diego Souza, responsável por abrir o placar chegou ao seu sexto gol no torneio nacional, mesma quantidade de Nenê; os dois também empatam no total de tentos feitos nesta temporada, dez cada um. Everton que aproveitou ótima assistência de Reinaldo dentro da área, deixou seu quinto gol no campeonato, reforçando a ótima fase do elenco são-paulino.

Outro destaque envolvendo o espetáculo com a Raposa, agora pela parte do Cruzeiro Esporte Clube, foi o fato de Mano Menezes ter completado 200 jogos comandando os mineiros, o treinador ressaltou a representatividade da marca “Estou Feliz e Orgulhoso por alcançar estes números”, a diretoria o presenteou com uma placa, em referência ao feito.

Uma questão que preocupa o técnico e a torcida é que foi a quarta vez seguida que o Cruzeiro saiu perdendo, Mano terá trabalho nos próximos dias para consertar as falhas nos arremates do time cruzeirense, que cria com qualidade, mas finaliza errado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Cruzeiro Brasileirão

A agremiação de Belo Horizonte está na oitava colocação com 24 pontos e tem 50% de aproveitamento.

A formação escolhida para iniciar o duelo foi composta no 4-2-3-1, com Fábio, Edilson, Léo, Dedé, Egídio, Henrique, Ariel Cabral, Mancuello, Arrascaeta, Rafinha e Barcos. Do lado visitante, Diego Aguirre veio no mesmo esquema, com Sidão, Araruna, Bruno Alves, Anderson Martins, Reinaldo, Luan Santos, Liziero, Joao Rojas, Nenê, Everton e Diego Souza.

Dentro do jogo o que se viu foi um Cruzeiro com maior posse de bola, tendo algumas chances no ataque, porém não sendo efetivo. Já o São Paulo, que se defendeu bem, explorou os contra-ataques pelos lados do campo com os seus pontas, e conseguiu ser objetivo concluindo as oportunidades.

Quando estava 1 a 0 para o rival, a Raposa teve um pênalti em cima de Arrascaeta, cometido por Anderson Martins, aos 25’, do segundo tempo, após chegar errado na perna do uruguaio.

O árbitro carioca, Wagner do Nascimento Magalhães, apitou.

Na cobrança Barcos acertou o travessão, para infelicidade dos mandantes.

Para a sequência do Brasileiro, o Cruzeiro pega o Vitória no domingo, 5, no Barradão, às 16 horas (horário de Brasília). O São Paulo encara o Vasco, no Morumbi, ao mesmo tempo, em busca da liderança. A expectativa é de casa cheia, pelo bom momento e pelo último público presente no estádio, no sucesso do Clube da fé contra o Corinthians, por 3 a 1: 58.624 pessoas apoiaram o São Paulo no Majestoso.

Substituições

  • São Paulo- Nenê por Bruno Peres, Araruna por Shaylon e Luan por Lucas Kal.
  • Cruzeiro- Rafinha por David e Mancuello por Raniel.

Cartões amarelos

  • São Paulo- Anderson Martins.
  • Cruzeiro- Ariel Cabral e Edilson.
Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo