Nem a parada para a Copa do Mundo [VIDEO] e a viagem do time para amistosos no México parece terem acalmado o turbulento ambiente no time do Santos. Nesta sexta-feira (5), o gerente de futebol William Machado pediu demissão do cargo que ocupava desde o mês de janeiro. Como o presidente José Carlos Peres já havia recentemente contratado Ricardo Gomes para ser executivo de futebol, a tendência é que ninguém ocupe o cargo.

O ex-jogador agora se dedicará a prestar consultoria financeira para atletas.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal PaixãoPorFutebol

A saída de Machado é mais uma baixa na diretoria encabeçada por José Carlos Peres. Na última quinta-feira dois membros do Comitê de Gestão também anunciaram afastamento da função.

Ainda em janeiro, Gustavo Vieira foi demitido do cargo de gerente de futebol após permanecer no clube por 45 dias. Além de Ricardo Gomes, o departamento de futebol alvinegro ainda conta com o gerente de logística Sergio Dimas e o coordenador Diogo Castro.

Após a saída do dirigente, o clube emitiu uma nota oficial em seu site, onde agradeceu ao profissional pelos serviços prestados e lhe desejou em seus novos desafios na carreira.

Queda do Uruguai deixa reforço mais perto

Ainda sem apresentar nenhum reforço dos prometidos pelo presidente José Carlos Peres para a parada da Copa do Mundo, o Santos está com caminho livre para negociar com Carlos Sánchez. [VIDEO] O volante estava defendendo a seleção do Uruguai na Rússia, mas a queda do time celeste fará com que as negociações avancem.

As conversas com o Monterrey, com o qual o time fará um dos amistosos em solo mexicano, já estão bem encaminhadas.

Agora resta definir o tempo de contrato do jogador, além de fazer o acerto das bases salariais. A imprensa do México já dá como certa a transferência e acreditam que ele nem mesmo retornará ao clube depois do mundial. Seu contrato com o clube vai até o final deste ano, e, portanto, já neste mês de julho ele já está livre para assinar um pré-contrato com outro time,

Recentemente, o empresário uruguaio viajou até a sede da Copa para passar detalhes da tratativa. Recentemente o jogador se manifestou sobre a questão, revelando estar muito feliz com o interesse por parte do time brasileiro. “Fico feliz que um clube tão grande do Brasil queira contar comigo”, disse o volante. Sánchez foi campeão da Copa Libertadores da América, em 2015, defendendo o River Plate da Argentina. Além do Monterrey, ele também já jogou pelo Liverpool, do Uruguai, Godoy Cruz, da Argentina, e Puebla, do México.