Após treinar pela manhã no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, o Fluminense desembarcou em Montevidéu no início da noite desta terça-feira. Na quinta, às 21h45 (de Brasília), na capital do Uruguai, o Tricolor enfrenta, no estádio Luís Franzini, o Defensor, equipe modesta daquele país, no confronto de volta da segunda fase da Copa Sul-Americana.

Para esse desafio, o técnico Marcelo Oliveira não contará com o zagueiro Paulo Ricardo, o apoiador Daniel Simões e os meias-atacantes Luciano e Brian Cabezas.

Os quatro não estão inscritos no torneio. Em contrapartida, o volante Aírton, que sofreu uma lesão no tornozelo esquerdo, viajou normalmente e deve ficar à disposição. Outra novidade é a presença do atacante Pablo Dyego, depois de ficar ausente nos dois últimos jogos.

Na chegada ao hotel onde a delegação ficará concentrada, Jádson concedeu entrevista coletiva. Perguntado, o volante acredita que o Defensor terá uma postura totalmente diferente do jogo de ida, e o Fluminense, pelo contrário, manterá a forma de atuar.

"A gente imaginava que o jogo no Maracanã fosse com postura defensiva deles. Eles confiam muito no jogo da volta. Aqui será muito difícil. Vão tentar provocar. Temos de ter tranquilidade e saber usar a nossa vantagem. Manter a característica de marcar forte e sair para o jogo", disse o atleta.

Falhas contra o Inter devem provocar retorno de esquema com três zagueiros

Quando assumiu no lugar de Abel Braga, Marcelo Oliveira aboliu o 3-5-2, passando a utilizar o esquema com quatro jogadores no meio-campo e prendendo os laterais Gilberto e Ayrton Lucas.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
PaixãoPorFutebol Fluminense

No entanto, o péssimo rendimento defensivo na noite da última segunda, quando o Fluminense, em pleno Maracanã, acabou sendo derrotado pelo Internacional no fechamento da penúltima rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro deve fazer com que o treinador reveja os seus conceitos e retorne ao sistema de três zagueiros.

Nesse caso, o comandante teria duas opções. A primeira seria a volta de Roger Ibañez ao lado de Gum e Digão. Outra possibilidade é recuar Aírton e colocar Richard. Em ambas as hipóteses, um atacante deixaria o time.

O mais indicado para ser barrado é Marcos Júnior, que não atravessa uma boa fase.

A definição da equipe só acontecerá após o treino de quarta, no local da partida. Pela vitória de 2 a 0 no jogo de ida, o Flu avança com perdendo por um gol de diferença. Derrota de dois tentos, desde que balance as redes adversárias, também servem ao Tricolor. Para não ser eliminado, o Defensor necessita vencer por três ou mais gols de diferença. Caso os uruguaios devolvam o placar do Rio, haverá disputa de pênaltis. Quem se classificar, enfrenta, nas oitavas-de-final da Sul-Americana, o Deportivo Cuenca, do Equador.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo