Muito da má fase do Santos, que ainda não venceu após o período da Copa do Mundo, passa também pelo baixo desempenho de sua principal contratação para a temporada. Sem fazer os gols que a torcida esperava no começo do ano, o atacante Gabriel acabou ficando como opção do técnico Cuca no banco de reservas [VIDEO] no jogo da última quarta-feira, antecipado da 20ª rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Ceará. Nesta sexta-feira (10), o treinador ainda revelou que o jogador recebeu propostas de times do exterior, porém, afirmou que seu desejo é permanecer na Vila Belmiro.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Santos

“Ele tem propostas do Valencia, mundo árabe, mas não quer ir”, disse Cuca, em entrevista coletiva concedida durante à manhã. O treinador explicou ainda que um dos motivos da recusa do jogador em sair era a atual situação do time, que briga para se afastar da zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro e está em momento complicado na Copa do Brasil, após perder em casa o primeiro jogo das quartas de final para o Cruzeiro, por 1 a 0.

“Ele não quer ir porque acha injusto deixar os companheiros como estão”, disse o treinador.

Logo após o treino dessa sexta, Cuca conversou em particular com o jogador. O treinador disse em recente entrevista que não gostaria de ficar marcado como o técnico que colocou Gabigol no banco, mas sim como o que o recuperou. Por outro lado, de acordo com informação do UOL Esporte, o temor nos bastidores santistas é que a permanência do camisa 10 no banco de reservas possa gerar um ambiente ruim, porém, entendiam que o atual momento pedia uma postura dessa natureza.

Cuca também falou sobre a pior fase do Santos desde 2014. O time está há sete jogos sem vencer, e terá mais uma parada dura fora de casa, neste domingo (12), quando encara o Atlético Mineiro, às 11 horas, no estádio Independência, [VIDEO] em Belo Horizonte.

Sobre a situação, Cuca falou que diferente do Santos, nos outros times que estão em má fase, já existe um entrosamento, enquanto que ele está chegando agora na equipe, junto com alguns reforços, e por isso precisa de tempo para haver entrosamento. “Atípico ter estreias em agosto, e ainda não na forma ideal. Tudo requer tempo”, disse.

Neste sábado (11), antes de seguir para a capital mineira, o Santos ainda fará mais um treino no CT Rei Pelé. Com 18 pontos ganhos, o alvinegro ocupa a 15ª colocação na tabela do Campeonato Brasileiro, fora da zona de rebaixamento por conta dos critérios de desempate.