No início desse semana, veio a público a informação de que funcionários e jogadores do Fluminense estariam sem receber salários há dois meses. Pouco tempo depois, a diretoria do Tricolor reconheceu a existência do débito, mas, sem estabelecer prazo, disse estar tomando as providências cabíveis para regularizar tal pendência e acrescenta haver uma previsão de superávit de R$ 54 milhões na operação de caixa, fato que, inclusive, teria possibilitado, ao clube carioca, resistir às investidas de agremiações do futebol exterior no meia Junior Sornoza e no centroavante Pedro.

Isso significa que o Fluminense terá dinheiro suficiente para pagar as despesas operacionais, como impostos, salários, despesas de jogos,, os juros da dívida (previsão de R$ 21 milhões) e ainda sobra R$ 33 milhões para abater o passivo.

Ainda conforme a diretoria do Flu, a dificuldade de pagar as obrigações é devida ao fato de R$ 40 milhões esse ano em transferências (Richarlison, Marlon, Fabinho, Diego Souza, Luan Perez etc.) ainda não terem entrado nos cofres, algo breve de ocorrer. Além disso, há a expectativa do anúncio do patrocinador master, o que, certamente, aliviará a saúde financeira do clube.

Everaldo e Kayke formam a dupla de ataque contra o São Paulo

Tentando se manter alheio aos problemas de bastidores, o atual elenco do Fluminense segue se preparando para a 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. No domingo, a equipe das Laranjeiras vai ao Morumbi e, a partir das 16h (de Brasília), tentará vencer o São Paulo, líder da competição, com uma nova dupla de ataque.

Sem Pedro, afastado por três semanas devido a um estiramento no joelho direito, Kayke será o comandante do setor ofensivo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol Fluminense

Ao seu lado, Everaldo, que se recuperou de uma pancada na cabeça, ganhou a vaga de Matheus Alessandro.

Apesar de reconhecer a importância de Pedro, o técnico Marcelo Oliveira diz ter total confiança nos novos atacantes e em um bom resultado fora de casa.

"O Kayke é o substituto imediato, fez uma semana muito boa de trabalho. Everaldo também. Não tem como lamentar muito. O calendário é apertado. Sempre vai ter contusão, desfalque e suspensão.

Temos jogadores capazes e que treinam com toda a dedicação para serem usados a qualquer momento", resumiu o comandante.

Outra novidade está na zaga. Com a suspensão de Gum, punido pelo terceiro cartão amarelo, Roger Ibañez atuará com Digão, que retorna após não ter enfrentado o Cruzeiro no último sábado.

Com 26 pontos e na 10ª colocação, o Fluminense, precisando vencer para não se afastar do G-6 do Brasileiro, irá a campo tendo Júlio César, Gilberto, Digão, Roger Ibañez e Ayrton Lucas; Richard, Jádson, Dodi e Sornoza; Everaldo e Kayke.

Após ficarem um tempo afastado por conta de lesões musculares, o volante Aírton e o atacante Luciano ficarão à disposição no banco de reservas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo