Uma verdadeira bomba explodiu na mídia esportiva brasileira na manha desta quinta-feira (9). A Turner anunciou o encerramento das atividades do canal de TV por assinatura Esporte Interativo, que dentre as atrações de sua grande tinha a Liga dos Campeões da Europa, exclusiva para canais fechados, a Copa do Nordeste e havia fechado com alguns clubes os direitos de transmissão do próximo Campeonato Brasileiro.

A principal razão para o encerramento das atividades do canal era a falta de retorno e várias tentativas para salvar o negócio foram feitas.

Publicidade
Publicidade

Exceto pela transmissão dos jogos da Liga dos Campeões, a audiência baixa do canal, além da perda de assinantes da TV brasileira, também pesaram na decisão. Outro fator que contribuiu para o encerramento das atividades foi a aquisição da própria Turner pelo grupo pela AT&T, gigante de telecomunicações americana. Para se aquedar à legislação brasileira, o grupo precisou reduzir suas operações em solo brasileiro para que correr o risco de sofrer acusações de abuso de pode econômico.

Esporte Interativo deixará a grande das operadoras de TV por assinatura
Esporte Interativo deixará a grande das operadoras de TV por assinatura

De acordo com informação publicada pelo portal UOL, a decisão já havia sido tomada pela matriz americana há um mês, porém somente nesta quinta-feira que os funcionários ficaram sabendo da decisão e 250 profissionais foram demitidos. Logo após o anúncio, os dois canis do Esporte Interativo passaram a mostrar um documentário, mas sem a marca da emissora na tela.

Ele foi adquirido pelo grupo americano em 2014 por 250 milhões de reais, que de quebra ainda investiu mais 130 milhões de reais para trazer a UEFA Champions League com exclusividade os canais fechados, quebrando uma hegemonia de duas décadas da ESPN, que até então tinha os direitos de transmissão para o Brasil. Os jogos desta competição serão repassados para os canais Space e TNT, que também pertencem ao grupo e serão mantidos.

Publicidade

Como ficam nos clubes

Em uma ousada tentativa de quebrar o monopólio dos Organizações Globo com relação aos campeonatos nacionais, há alguns anos o Esporte Interativo, municiado pelo pesado investimento da Turner, conseguiu seduzir alguns clubes a assinarem contratos para a exibição de seus jogos do Campeonato Brasileiro de forma exclusiva a partir de 2019. Santos, Palmeiras e Internacional foram alguns dos clubes a fechar com o EI.

O grupo afirmou que mesmo com o encerramento dos canais esportivos, irá cumprir seus compromissos firmados junto a UEFA, transmitindo a Liga dos Campeões pelos próximos três anos, e também com os clubes brasileiros, no que diz respeito à transmissão de seus jogos no Campeonato Brasileiro até 2014.

As paginas nas redes sociais do Esporte Interativo seguirão ativas e recebendo conteúdo normalmente.

Leia tudo e assista ao vídeo