A traumática eliminação do Santos nas oitavas de final da Copa Libertadores da América para o Independiente, da Argentina, na última terça-feira (28), no estádio do Pacaembu, por pouco não colocou fim à carreira do lateral-direito Victor Ferraz. Em uma postagem publicada em sua rede social, o jogador revelou que cogitou se aposentar após a partida e ainda culpou a Conmebol pela "guerra" que se formou no Pacaembu.

Publicidade
Publicidade

“Ontem saindo de campo (...) pensei pela primeira vez em minha vida em parar de jogar futebol”, iniciou o atleta de 30 anos de idade. Ele disse ainda que por ser o escolhido para conceder entrevista coletiva, o momento seria perfeito para dar a notícia.

Ainda na postagem, ele classificou a decisão da Conmebol de punir o time brasileiro – revertendo o empate em 0 a 0 no jogo e ida para vitória do adversário por 3 a 0 -, por conta da escalação de Carlos Sánchez como algo inacreditável e inexplicável.

Ferraz fez um desabafo nas redes sociais
Ferraz fez um desabafo nas redes sociais

Ele disse ainda que no momento de maior caos dentro de campo, quando bombas e pedaços de cadeiras eram atirados no gramado do Pacaembu, só pensavam que os causadores de tudo aquilo não estavam ali para “sentir o medo, o nervosismo, a guerra que eles provocaram”.

Para ele, mais uma vez o Santos saiu de uma copa de maneira duvidosa, citando o jogo contra o Cruzeiro, quando o árbitro encerrou a partida no momento em que o time tinha grande oportunidade de marcar o terceiro gol, que sacramentaria sua classificação para as semifinais da Copa do Brasil.

Publicidade

Por fim, ele ainda disse que é preciso reunir forças para voltar a disputar a competição no ano que vem, ou na verdade torcer para que a Conmebol deixe o time disputar de forma digna.

Com 24 pontos em 20 jogos, o Santos está a 14 pontos do Atlético Mineiro, que tem 21 jogos e é o último time dentro da zona de classificação para a próxima Copa Libertadores da América. Ainda há a chance de serem abertas mais três vagas, caso times que terminem dentro do G-6 também conquistem a Copa Libertadores, a Copa Sul-Americana ou a Copa do Brasil, fazendo com que até o nono colocado possa ganhar vaga.

Nesse caso, a diferença de pontos para o time que está nessa posição, no caso o América, é de nove pontos.

O Santos volta a jogar pelo Campeonato Brasileiro no próximo sábado (1º), quando irá até o Rio de Janeiro encarar o Vasco. Na quinta-feira, dia 6, voltará ao Pacaembu para receber o Grêmio.

Cadeiras destruídas e prejuízos

O dia seguinte à batalha campal transformou o Pacaembu. De acordo com a Secretaria Municipal de Esportes, mais de 60 cadeiras foram danificadas ou destruídas no setor laranja do estádio.

Publicidade

Além disso, banheiros químicos foram vandalizados, torneiras dos banheiros quebradas e o próprio gramado sofreu avarias devido às bombas lançadas. Além disso, parte do alambrado também ficou amassado. A Prefeitura de São Paulo informou que irá passar a conta do prejuízo ao clube santista.

Leia tudo