Ao contrário das últimas vezes que atuou por lá, o Fluminense terá um Maracanã cheio na partida de volta das oitavas de final da Copa Sul-americana. Neste domingo (30), através de suas redes sociais, o Tricolor divulgou que mais de 25 mil ingressos já foram vendidos antecipadamente para o confronto de quinta, às 19h30 (de Brasíli), diante do Deportivo Cuenca, do Equador.

Haverá venda até o dia do jogo na sede das Laranjeiras e nas bilheterias do Maracanã.

Já os demais postos (Loja Oficial do Fluminense no Shopping Nova Iguaçu, Armazém Torcedor Carioca no RioShopping, em Jacarepaguá, Canto do Rio, em Niterói e Loja Fanáticos, em Araruama) só funcionam até a véspera, das 10 às 17h (de Brasília).

Somente há bilhetes para o Setor Leste Superior e Norte Inferior do Maracanã. Devido à mobilização da torcida, o Fluminense estuda a possibilidade de liberar o Sul Superior. A diretoria do clube das Laranjeiras estima um público superior a 40 mil.

Jogadores pedem respeito ao Deportivo Cuenca, mas acreditam na classificação

Como venceu pelo placar de 2 a 0 há cerca de duas semanas, em Quito, o Fluminense pode até perder por um gol de diferença para assegurar a vaga nas quartas de final da Copa Sul-Americana. Mesmo tendo essa boa vantagem, os jogadores são unânimes e pedem respeito ao adversário, mas confiam que não haverá qualquer surpresa inesperada.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol Fluminense

"Vamos para cima, dar a vida dentro de campo e fazer de tudo para sair classificado. Ganhamos de 2 a 0, mas não tem nada definido", resumiu o atacante Luciano em entrevista concedida após a derrota de 1 a 0 para o Grêmio na tarde de sábado, no Nilton Santos, pelo Campeonato Brasileiro.

Se o Deportivo devolver o resultado do jogo de ida, haverá disputa de pênaltis. Caso os equatorianos vençam por dois gols a partir de 3 a 1 ou, pelo menos, três tentos de diferença, avançam no torneio.

Quem passar, enfrentará o Nacional (URU).

Essa é a sétima participação do Fluminense desde o surgimento da Copa Sul-Americana. O melhor resultado veio na temporada de 2009. Naquela ocasião, apesar de estar lutando contra o rebaixamento no Brasileirão, o time foi superando Flamengo, Alianza, do Peru, Universidade Católica, do Chile e Cerro Porteño, do Paraguai, mas, na decisão, acabou sendo derrotado pela LDU, de Quito, equipe que, um ano antes, já havia sido sua algoz na final da Taça Libertadores.

Na edição de 2018, já superou o Nacional Potosi, da Bolívia e o Defensor, do Uruguai

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo