Na segunda, o jornal O Globo divulgou que o Maracanã, atendendo orientação da empresa Greenleaf, seria fechado para a troca completa de seu gramado até o próximo dia 9 de outubro e, por conta disso, o Fluminense deveria indicar outro local para enfrentar o Deportivo Cuenca. Nesta terça-feira, porém, segundo reportagem do UOL Esporte, o Tricolor agiu rápido, procurou o Consórcio resposável pela gestão do estádio e garantiu o palco para o confronto do dia 04 de outubro, às 19h30 (de Brasília), válido pelas oitavas-de-final da Copa Sul-Americana.

Publicidade

Tal composição, no entanto, não atinge os jogos contra Grêmio e Paraná. Dessa forma, o Flu terá que buscar alternativas para cumprir esses dois desafios pelo Campeonato Brasileiro. A tendência é a agremiação das Laranjeiras entrar em acordo com o Botafogo e utilizar as instalações do Nilton Santos. Outras possibilidades seriam o estádio Giulite Coutinho, em Édson Passos, distrito de Mesquita, região metropolitana do Rio de Janeiro, ou negociar a venda dos mandos de campo para cidades como Brasília, Cuiabá e Volta Redonda.

Em ofício enviado, a Greenleaf justificou a necessidade de reformar o gramado pelo acúmulo de partidas disputadas nos últimos 36 dias. Após a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, o Maracanã foi aberto em 13 ocasiões. Segundo a empresa, haverá descompactação (perfuração para desenvolvimento das raízes), aeração (substituição de pinos), topdresser (aplicação de uma mistura de areia), correção do nivelamento e fertilização das folhas.

No embalo de vitória em clássico, grupo inicia preparação para encarar o Atlético-PR

Antes de Grêmio, Deportivo Cuenca e Paraná, o Fluminense terá uma importante missão.

Publicidade

No domingo, às 16h (de Brasília), irá até a Arena da Baixada, em Curitiba, para tentar uma vitória sobre o Atlético-PR, em partida da 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. Pensando nisso e embalado pelo grande resultado do último final de semana, quando, no Maracanã, venceu o clássico carioca diante do Botafogo por 1 a 0, o elenco tricolor se reapresentou na tarde desta terça no CT Pedro Antônio.

Antes do treino, que, como de costume, aconteceu sem a presença da imprensa, Jádson concedeu entrevista coletiva.

Dentre vários assuntos, ele falou sobre o pouco comparecimento da torcida. Segundo o volante, a medida que o time vier correspondendo dentro de campo, o público nas arquibancadas, certamente, irá crescer.

"É reflexo do que a gente mostra em campo. Prefiro pensar que se a gente emplacar uma sequência de bons resultados, a torcida vai começar a ir ao estádio. Prefiro pensar do que não está indo por não querer apoiar", declarou Jádson.

Com 31 pontos, o Fluminense ocupa, no momento, o nono lugar na classificação do Brasileiro.

Publicidade