Por intermédio de sua assessoria de comunicação, o Fluminense [VIDEO] informou que a cirurgia de Pedro acontecerá nesta sexta-feira (21), às 15h (horário de Brasília), no Hospital Américas, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. O responsável pelo procedimento será o médico Antônio Vieira, referência em operação de joelho.

Na derrota de 2 a 1 para o Cruzeiro no Mineirão, ocorrida no último dia 25 de agosto, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, Pedro sofreu uma ruptura parcial (estiramento) no ligamento cruzado anterior do joelho direito.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

A princípio, o departamento médico do Fluminense buscou um tratamento conservador, mas, na segunda passada, divulgou a necessidade da cirurgia. O prazo de recuperação é de seis meses.

Dessa forma, o centroavante e principal destaque do Tricolor em 2018 só deve retornar aos gramados no início de março do ano que vem.

Para tentar suprir a ausência de Pedro, o Flu foi ao mercado e trouxe Kayke [VIDEO], atleta revelado no Flamengo, com passagem por Santos e Futebol japonês e que estava no Bahia. No entanto, o atacante, até o momento, não correspondeu ao investimento. Em quatro jogos, não marcou gols.

Tentando exorcizar fantasma, Fluminense encara o Deportivo Cuenca pela Sul-Americana

Enquanto o assunto Pedro [VIDEO] polariza as atenções fora de campo, dentro das quatro linhas, o Fluminense busca dar um grande passo para continuar sonhando com o inédito título da Copa Sul-Americana. Nesta quinta, às 19h30 (de Brasília), no estádio Casablanca, em Quito, enfrenta o Deportivo Cuenca, do Equador, no jogo de ida das oitavas-de-final da competição.

Para conseguir um bom resultado, já pensando no compromisso de volta, programado para o dia 04 de outubro, também a partir das 19h30 (de Brasília), no Maracanã, a equipe das Laranjeiras necessitará exorcizar um fantasma. No total, o Flu disputou quatro jogos no Casablanca, todos contra a LDU, proprietária do estádio, sem conseguir uma vitória sequer. Foram três derrotas e um empate.

Os duelos mais marcantes aconteceram nas decisões da Taça Libertadores de 2008 e da Sul-Americana de 2009. Em ambos, o Fluminense foi derrotado por 4 a 2 e 5 a 1, respectivamente, placares que acabaram sendo fundamentais para o time carioca perder os dois títulos internacionais.

No ano passado, o Fluminense [VIDEO] também pelas oitavas-de-final da Sul-Americana, foi ao Casablanca e sofreu nova derrota para a LDU, dessa vez por 2 a 1, mas, como havia feito 1 a 0 no jogo de ida, no Maracanã, acabou, dessa vez, eliminando o rival.

O técnico Marcelo Oliveira faz mistério quanto à escalação. Além de Pedro, ele não contará com Gilberto, Dodi, Pablo Dyego, todos com lesões, e Kayke, que não pode ser inscrito por já ter atuado nessa edição da Sul-Americana pelo Bahia.

Em contrapartida, Ayrton Lucas, que não atuou no último domingo contra o Atlético-PR pelo Brasileiro por estar cumprindo suspensão, reassume a lateral-esquerda na vaga de Marlon.

O provável Fluminense para encarar o Deportivo Cuenca é Júlio César, Léo, Gum, Digão e Ayrton Lucas; Richard, Aírton (Matheus Norton ou Matheus Alessandro), Jádson e Sornoza; Everaldo e Kayke.