Além dos jogos contra o Grêmio, no dia 29 de setembro, e Paraná, 6 de outubro, o Fluminense deve realizar outra partida do Campeonato Brasileiro fora do Maracanã. Segundo reportagem do Globoesporte no final da manhã desta quarta-feira, no próximo dia 24 de outubro, o estádio será o palco do show do ex-vocalista do Pink Floyd Roger Waters e, por conta disso, deverá ser fechado para a montagem do palco, o que inviabilizaria o confronto do Tricolor diante do Atlético-MG, o qual acontecerá três dias antes.

Publicidade

Já os duelos contra Grêmio e Paraná não acontecerão no Maracanã devido a uma solicitação da empresa Greenleaf para a troca completa do gramado, alvo de críticas tanto por parte do Fluminense quanto do Flamengo, outro clube que adota o palco da final da Copa do Mundo de 2014 como a sua "casa". Buscando minimizar os prejuízos técnicos, a diretoria da equipe das Laranjeiras vem se reunindo com o Botafogo para utilizar as instalações do Nilton Santos.

Para conseguir a reforma de seu gramado, o Maracanã estaria fechado até o dia 09 de outubro, o que também inviabilizaria o duelo entre Fluminense e Deportivo Cuenca do dia 04 de outubro pelas oitavas-de-final da Copa Sul-Americana.

No entanto, a concessionária gestora do local entrou em um acordo com o Tricolor e a agremiação carioca poderá enfrentar o time equatoriano no estádio mais famoso do futebol brasileiro.

Golaço de Digão e teste no ataque marcam atividade no CT Pedro Antônio

Além dos bastidores, o Fluminense segue trabalhando dentro das quatro linhas e, pela manhã, voltou a treinar no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, visando o compromisso de domingo, às 16h (de Brasília), na Arena da Baixada, em Curitiba, diante do Atlético-PR.

Publicidade

Após um trabalho na academia, os jogadores, orientados pelo técnico Marcelo Oliveira, disputaram um coletivo em espaço reduzido.

Dois fatos chamaram a atenção. O primeiro foi o belo gol marcado por Digão, que, após uma troca de passes pela direita, recebeu na entrada da área e, com um toque preciso, colocou no ângulo esquerdo. Vivendo um bom momento, o zagueiro, no último domingo, também garantiu a vitória de 1 a 0 sobre o rival Botafogo, no Maracanã.

Outro ponto de destaque ficou para o comando de ataque.

Diante da impossibilidade de contar com Pedro, ecuperando-se de um estiramento no joelho direito e ainda correndo o risco de ser submetido a uma intervenção cirúrgica, além da má fase de Kayke, contratado junto ao Bahia e que, em três jogos, não marcou um gol sequer, Júnior Dutra e Pablo Dyego foram observados como companheiros de Matheus Alessandro.

Na quinta, o elenco realiza mais um treinamento no CT Pedro Antônio. Com 31 pontos, o Fluminense ocupa o nono lugar no Campeonato Brasileiro e, se derrotar o Atlético-PR, fica muito perto da zona de classificação para a próxima Taça Libertadores da América.

Publicidade