Anúncio
Anúncio

Muito contestado pelos torcedores e por parte dos dirigentes do Flamengo após a eliminação e a queda de rendimento no Campeonato Brasileiro – já são três jogos sem vitória, que fizeram o time cair para a quarta colocação na tabela -, o técnico Maurício Barbieri vive situação de extrema pressão dentro do clube, pelo menos é o que diz o comentarista da ESPN Brasil Jorge Nicola.

No programa Bate-Bola desta quinta-feira (6), o comentarista trouxe informações de bastidores do Rubro-Negro. “A falta de confiança no trabalho do Barbieri dentro da diretoria atingiu um status gigante após a derrota de ontem (quarta), enorme”, disse Nicola, que ainda afirmou que a diretoria está tendo conversar internas para avaliar a permanência ou não do treinador.

Anúncio

Ele falou ainda que os diretores viram a movimentação do Corinthians – adversário nas semifinais da Copa do Brasil -, que trocou Osmar Loss por Jair Ventura, só aumentou as críticas daqueles que são contra Barbieri.

Para o apresentador Bruno Vicari, os dirigentes flamenguistas também devem ter olhado para o Palmeiras, que apresentou grande evolução após trocar Roger Machado por Luiz Felipe Scolari. “Eles (os dirigentes flamenguistas) olham para o Palmeiras. Eles veem como estava desandando o Palmeiras e isso (a mudança de treinador) fez bem ao Palmeiras. Certamente isso bate no lado do Flamengo também”, disse.

Jorge Nicola aponta que Barbieri perdeu o controle do vestiário rubro-negro

Nicola também citou um fato onde evidenciou que o treinador perdeu a queda de braço com os jogadores do elenco.

Anúncio

Na semana passada o time faria dois jogos seguidos em Belo Horizonte. No domingo (26), pegaria o América pelo Campeonato Brasileiro e na quarta-feira (29), faria o jogo decisivo contra o Cruzeiro peça Copa Libertadores da América.

O planejamento inicial era que o time permanecesse em Minas Gerais durante o intervalo entre os dois jogos, assim evitando desgaste físico e gastos com viagens, porém os jogares pediram para retornar ao Rio de Janeiro para ficar com seus familiares. O Flamengo empatou com o América e, mesmo vencendo o Cruzeiro, acabou eliminado da Libertadores. “Houve uma queda de braço e a comissão técnica perdeu essa dividida para o elenco”, analisou. “Isso só detonou ainda mais a percepção da diretoria em relação ao moral da comissão técnica com os jogadores”.

Anúncio

Ele lembrou ainda que em algumas ocasiões, Barbieri se segurou no cargo por conta da boa relação que tinha com os jogadores.

De acordo com o portal Globo Esporte, Barbieri ainda conta com respaldo do presidente Eduardo Bandeira de Mello, que não costuma interromper trabalho de treinadores. O Flamengo terá uma grande oportunidade de se reabilitar no Campeonato Brasileiro neste sábado (8), quando recebe a Chapecoense, no Maracanã.