O Santos pode estar perto de fechar mais um reforço para a sequencia do Campeonato Brasileiro. Nesta terça-feira (4), a Ponte Preta libertou o atacante Felippe Cardoso para fazer exames médicos na Vila Belmiro. Se aprovado, o atleta deverá assinar contrato. Devido a um problema no púbis, ele não entra em campo desde o dia 19 de maio. Na temporada atual, já disputou 22 jogos com a camisa do time de Campinas.

Os resultados do exame e o acordo precisam ser fechados rapidamente, uma vez que nesta terça-feira se encerra o prazo para poder inscrever jogadores no Campeonato Brasileiro, única competição que resta ao time após as eliminações na Copa do Brasil e na Copa Libertadores da América.

Publicidade
Publicidade

O clube do litoral deverá pagar em torno de 3 milhões de reais para adquirir 60% dos diretos federativos do jogador. O restante dos direitos seguirá com o Osvaldo Cruz, time do interior de São Paulo.

O interesse do Santos pelo jogador surgiu há duas semanas, quando ele foi indicado por Cuca. Felippe Cardoso havia chegando na Macaca em setembro do ano passado para compor o elenco das categorias de base, mas seu desempenho chamou a atenção e ele foi alçado ao time profissional, onde se destacou no Campeonato Paulista de 2018, o que fez o clube comprar 60% de seus direitos e firmar contrato de quatro anos.

Jogador se destacou defendendo a Ponte Preta
Jogador se destacou defendendo a Ponte Preta

No entanto, uma pubalgia ainda em maio interrompeu a sequência do jogador na equipe. Nos últimos dias, o atacante foi liberado para retornar aos treinos com o grupo e estava próximo de voltar a ser relacionado pela comissão técnica para os jogos do Campeonato Brasileiro da Série B.

Lateral quer ficar

Depois de contratar Romário e tentar efetivar Caju, o Santos finalmente resolveu seu problema na lateral-esquerda com a contratação de Dodô, cujo empréstimo junto a Sampdoria termina no final desse ano.

Publicidade

Apesar de ainda não ter sido procurado pela diretoria santista para tratar de seu futuro, o jogador de 26 anos já manifestou seu desejo em permanecer na Vila Belmiro. Seu valor de compra fixado é de um milhão e meio de euros, algo em torno de seis milhões de reais.

Para o jogador, o fato de não ter sido ainda procurado deve-se a momento político que o clube atravessa e também por conta de até a semana passada o time estar envolvido em jogos decisivos, mas prefere que isso seja feito após o termino do Brasileirão.

"Se eu tiver que conversar pelo empréstimo ou definitivo, prefiro fazer depois do campeonato”, disse.

Leia tudo e assista ao vídeo