Neste domingo (2), no Estádio do Morumbi, às 16 horas (Brasília), Santiago Tréllez, fez mais um gol decisivo com a camisa do São Paulo, na 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O atleta que geralmente figura entre os reservas do clube, entrou no segundo tempo e balançou as redes do Fluminense na sua primeira oportunidade, para alívio dos 49.348 torcedores são-paulinos, que compareceram ao espetáculo.

O mandante veio no 4-2-3-1, com Sidão, Edimar, Anderson Martins, Bruno Alves, Bruno Peres, Hudson, Liziero, Reinaldo, Joao Rojas, Shaylon e Diego Souza.

Publicidade

O Flu, dirigido por Marcelo Oliveira, atuou no 4-3-1-2, com Júlio César, Ayrton Lucas, Ibanez, Digão, Léo, Jadson, Dodi, Richard, Sornoza, Everaldo e Kayke.

A esperança antes da bola rolar era de mais uma vitória do Time da Fé, porém a partida teve um componente atípico, Diego Souza foi expulso aos 33 minutos da etapa inicial por dar uma cotovelada em Léo. O árbitro do Pará, Hélcio Araujo Neves, não hesitou e mostrou o vermelho para o atacante, que deixou o campo mais cedo, além disso ele não enfrenta o Atlético Mineiro no próximo compromisso de sua equipe, quarta-feira (5), no Independência, às 21h45 (Brasília).

Com dificuldade de agredir o gol dos visitantes desde o começo, o Tricolor Paulista tomou um susto antes do Diego Souza sair do jogo. Ayrton Lucas, aos 11’, tocou para Jadson, dentro da área, ele dominou e finalizou no travessão. Daí em diante ambas as agremiações buscaram cruzamentos, através da bola parada, mas não tiraram o zero do placar.

Atuando com dez o São Paulo, enfim levou perigo à meta de Julio César, aos 39’, Reinaldo bateu falta e quase fez. Depois do intervalo os cariocas fizeram 1 a 0, com Anderson Martins, cabeceando e guardando o gol contra, na saída de Sidão; falha de comunicação dos defensores, aos 8’, e bola no barbante.

Publicidade

A partir deste momento o técnico Diego Aguirre, que já havia colocado Santiago Tréllez no lugar de Shaylon, instantes antes dos visitantes saírem na frente, buscava uma alternativa para deixar o time mais ofensivo. Régis entrou na vaga de Edimar, aos 19’.

Joao Rojas que estava isolado no setor ofensivo, começou a ter mais companhia, e a ala direita também passou a ser utilizada com Régis, Reinaldo seguia incansável do outro lado. Estas mexidas começaram a surtir efeito, aos 23’, Sornoza, que tinha cartão amarelo, acertou a canela de Rojas, o equatoriano, com dor pela pancada, cobrou a expulsão do meia, mas o juiz assinalou apenas a infração.

Reinaldo ajeitou a redonda novamente e bateu forte no ângulo, Júlio César, atento, pulou e fez grande defesa, espalmando para frente... no rebote Hudson pegou fraco e o arqueiro agarrou com tranquilidade. Na investida seguinte dos donos da casa, Régis aplicou um lindo chapéu em Ayrton Lucas e brigou pela sequência do lance, quando a bola estava perto da linha de fundo, ele cruzou com perfeição para Tréllez chegar como um raio, cabeceando para o chão, tirando do goleiro, 1 a 1, e festa nas arquibancadas do Cícero Pompeu de Toledo, aos 26’.

Publicidade

Este é o quarto tento do centroavante no Brasileirão, antes ele havia marcado enfrentando o Bahia, Vasco (gol da liderança) e Sport Recife. Peça fundamental para o elenco, Tréllez será titular no próximo encontro da equipe do Morumbi, em Belo Horizonte.

Depois da igualdade no resultado, o confronto permaneceu equilibrado, aos 41’, Matheus Alessandro, que substituiu Kayque, recebeu uma bola passada com o calcanhar, por Richard, para definir o clássico, mas acertou a trave... na volta Dodi completou e Anderson Martins salvou com o bico da chuteira o São Paulo.

Na última chegada, aos 47’, o Fluminense alçou bola na área, Ibanez, no segundo pau, mandou para fora. Após o término do embate, o Tricolor das Laranjeiras chegou aos 27 pontos, e ocupa a 11ª colocação, seu próximo adversário será o Vitória, quinta-feira (6), no Maracanã, às 19h (Brasília). O líder do campeonato segue sendo o São Paulo, com 46 pontos, três à frente do Internacional, segundo lugar na tabela.

Em entrevista coletiva, Aguirre, falou sobre a expulsão de Diego e o desempenho do seu grupo na partida: “Ficamos 60 minutos com um jogador a menos, com um erro absoluto do juiz”.

“O São Paulo lutou ,teve coração, gostei muito que superamos uma adversidade. Este ponto vai ser importante no final”.

Cartões amarelos

  • Fluminense- Jadson e Sornoza.
  • São Paulo- Tréllez e Bruno Peres.

Cartão vermelho

  • São Paulo- Diego Souza

Substituições

  • Fluminense- Jadson por Júnior Dutra, Sornoza por Luciano e Kayke por Matheus Alessandro.
  • São Paulo- Shaylon por Tréllez, Edimar por Régis e Liziero por Luan.