Com o fim da temporada se aproximando, o Fluminense, assim como os demais clubes brasileiros, já vem planejando o ano que vem e uma das prioridades é a renovação de alguns contratos. Em entrevista concedida ao portal Net Flu nesta terça-feira, o gerente-executivo de Futebol, Paulo Angioni, falou sobre o andamento das conversas com aqueles jogadores cujos vínculos se encerram no final de 2018.

Nas palavras de Angioni, o caso mais avançado é o de Gilberto.

Publicidade
Publicidade

Segundo o dirigente, apesar de o lateral-direito ter a obrigação de negociar com a Fiorentina, da Itália, dona de seus direitos federativos, o atleta já manifestou o desejo de permanecer e isso pode ser uma facilitador para haver um acordo.

"Acredito é que o maior problema do Gilberto seja como vai se posicionar a Fiorentina. Não sei como o clube italiano vai reagir. É uma tratativa deles, entre os representantes e a Fiorentina. Eu tenho esperança na permanência dele, porque o jogador tem o desejo de ficar, o que já é um grande passo", explicou o dirigente.

Paulo Angini, gerente-executivo de futebol do Fluminense (Foto: Net Flu)
Paulo Angini, gerente-executivo de futebol do Fluminense (Foto: Net Flu)

Outro que o gerente-executivo confia em estender o contrato é Júlio César. De acordo com Paulo Angioni, conversas vêm acontecendo e tudo encaminha para um consenso.

"Eu voltei ao Brasil, estou para me encontrar com o pai dele novamente. Já fiz dois contatos com ele e vou fazer o terceiro, para tentar avançar esse tema", disse.

Se as situações de Júlio César e Gilberto encaminham para um final feliz, o mesmo não se pode dizer em relação a Gum e Marcos Júnior.

Publicidade

No caso do zagueiro e do atacante, existem muitos pontos a serem acertados.

"Sobre o Gum, eu já conversei com o Jorge Moraes (empresário) e irei dialogar com ele outra vez na semana que vem, mas ainda estamos procurando uma definição. O Marcos Júnior quem tratou foi o próprio presidente com o representante do jogador. Mas creio que não tenha avançado nada ainda", encerrou Paulo Angioni.

Dirigente também nega proposta por goleiro do América-MG

Enquanto alguns jogadores podem sair, outros devem chegar e, nos últimos dias, surgiu a notícia de um possível investimento na contratação de João Ricardo, goleiro e um dos destaques do América-MG.

No entanto, Paulo Angioni fez questão de negar qualquer proposta para trazer o arqueiro.

"O Fluminense não tem interesse nenhum no goleiro do América-MG. Lançaram isso no mercado de uma forma até certo ponto desnecessária, porque você fica numa exposição sem tamanho", afirmou o gerente de forma categórica.

Além de João Ricardo, os nomes de Aderlan, lateral-direito também do América-MG, do venezuelano Alejandro Guerra, meia do Palmeiras e de Lucas Mineiro, volante da Ponte Preta, também foram especulados como possíveis reforços do clube das Laranjeiras.

Publicidade

Enquanto isso, dentro de campo, o objetivo do Fluminense é conquistar uma vaga na próxima Taça Libertadores e um dos caminhos seria levantar o título da atual Copa Sul-Americana. Para isso, necessita, antes de tudo, evitar uma eliminação ainda nas quartas-de-final do torneio e isso só será possível se vencer o Nacional, do Uruguai, ou empatar a partir de 2 a 2 com o time uruguaio no confronto de quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), no estádio Parque Central, em Montevidéu.

Publicidade

Caso aconteça o mesmo 1 a 1 do jogo de ida, realizado no Nilton Santos, no Rio, na semana passada, o Tricolor necessitará arrancar a vaga nos pênaltis.

Leia tudo e assista ao vídeo