Na noite desta quinta-feira, o Fluminense anunciou o início da venda dos ingressos para o jogo de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana. Na quarta que vem, a partir das 19h30 (de Brasília), o Tricolor encara, no Nilton Santos, o Nacional, do Uruguai, e, para contar com o apoio maciço da torcida, a diretoria reduziu os preços.

A princípio, serão abertos os Setores Leste e Oeste (centrais) custando, cada um, R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia), além do Setor Sul (atrás do gol à direita das cabines de transmissões de rádio e tv), que será comercializado a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Publicidade
Publicidade

O Setor Norte será destinado aos torcedores uruguaios.

Mantendo o hábito, no começo, apenas os sócios do clube carioca terão o direito de adquirir os seus bilhetes. Já a venda aos torcedores comuns se inicia na sexta, das 10 às 20h (de Brasília), exceto no domingo, nos seguintes postos físicos:

- Sede das Laranjeiras – Rua Álvaro Chaves, 41;

- Loja Oficial do Fluminense Football Club no Shopping Nova Iguaçu;

- Bilheteria Sul do Nilton Santos.

Publicidade

A expectativa é de um público entre 20 mil a 30 mil presentes. O recorde do Fluminense na Sul-Americana aconteceu na vitória de 2 a 0 sobre o Deportivo Cuenca, do Equador. Naquela ocasião, mais de 39 mil torcedores foram ao Maracanã.

O confronto de volta entre Fluminense e Nacional acontecerá no dia 31 de outubro, às 19h30 (de Brasília), em Montevidéu, capital do Uruguai. Quem se classificar enfrenta, nas quartas de final da Sul-Americana, Bahia ou Atlético-PR.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol Fluminense

Flu busca título inédito e alívio financeiro

Após fracassar na Copa do Brasil, no Campeonato Carioca e no Campeonato Brasileiro, o Fluminense vê a Copa Sul-Americana como a oportunidade de conquistar um título em 2018. Caso alcance esse objetivo, será a primeira vez que o Tricolor levantará o troféu da competição internacional.

Ao longo de sua história, a equipe das Laranjeiras disputou a Sul-Americana em sete oportunidades e o melhor resultado foi no ano de 2009, quando chegou até a final, mas acabou, diante de quase 80 mil presentes e mesmo vencendo por 3 a 0, perdendo o título para a LDU de Quito, já que, no jogo de ida, no Equador, foi goleado pelo placar de 5 a 1.

Outra boa participação aconteceu em 2005. Naquele ano, parou nas quartas de final após vencer a Universidad Católica do Chile por 2 a 1 no Rio e, em Santiago, perder de 2 a 0. No ano passado, também esteve nas quartas, sendo eliminado pelo arquirrival Flamengo com uma derrota de 1 a 0 na ida e um eletrizante empate de 3 a 3, quando chegou a estar vencendo por 3 a 1. Na ocasião, os dois jogos foram realizados no Maracanã.

Publicidade

Em 2018, o Flu já eliminou o Nacional Potosi, da Bolívia, o Defensor, do Uruguai e o Deportivo Cuenca, do Equador.

Além do título inédito, a Copa Sul-Americana representa um alívio financeiro para o Fluminense. Em caso de conquista, o Tricolor embolsaria cerca de 5 milhões de dólares, aproximadamente R$ 20 milhões.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo