Debaixo de um forte calor, o Fluminense realizou, na tarde desta terça-feira, mais uma atividade no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, pensando no confronto de quinta, às 19h30 (de Brasília), no Maracanã, diante do Deportivo Cuenca, do Equador, o segundo entre ambos pelas oitavas de final da Copa Sul-americana.

Publicidade
Publicidade

Ao longo de mais de duas horas, o técnico Marcelo Oliveira dirigiu um trabalho tático dividido em duas partes. Após focar a posse de bola, os jogadores se enfrentaram em dois terços do campo, simulando situações de ataque e defesa, além de contra-ataque e lances de bola parada.

Enquanto isso, fora de campo, a diretoria, vendo a grande movimentação da torcida para adquirir ingressos tanto nos postos físicos de venda quanto na Internet, resolveu abrir mais um setor do Maracanã, dessa vez, o Oeste Inferior.

Mais de 40 mil torcedores devem comparecer para prestigiar o Fluminense na quinta pela Sul-Americana (Foto: Portal Net Flu)
Mais de 40 mil torcedores devem comparecer para prestigiar o Fluminense na quinta pela Sul-Americana (Foto: Portal Net Flu)

Até o último boletim divulgado, mais de 25 mil bilhetes já haviam comprados e a expectativa é pela presença de um público entre 40 a 50 mil pagantes.

O elenco Tricolor finaliza a sua preparação na tarde de quarta novamente no CT Pedro Antônio. Como na ida, em Quito, venceu por 2 a 0, gols de Everaldo e Luciano, um em cada tempo, o Fluminense tem enorme vantagem sobre o Deportivo Cuenca, uma vez que se classifica até com um derrota pela diferença mínima. Para o time equatoriano, somente vitórias por dois gols de 3 a 1 em diante e por três ou mais gols de diferença.

Publicidade

Para Léo, apesar das dificuldades, Flu é um dos candidatos ao título da Sul-Americana

Em sua sétima participação, o Fluminense ainda busca o título da Copa Sul-Americana. O seu melhor resultado veio na temporada de 2009, quando chegou à final, mas acabou perdendo o título para a LDU de Quito, curiosamente a sua algoz na decisão da Taça Libertadores do ano anterior. Escolhido para conversar com os jornalistas, o lateral-direito Léo acredita que mesmo diante das dificuldades naturais da competição, seja possível levantar a taça após o encerramento dela.

"É um torneio complicado. Várias fases, altitude etc. Mas Flu é time grande, está acostumado a jogar Libertadores, Sul-Americana. Temos que estar sempre focados para conseguir títulos. Vamos brigar para buscar o título da Sul-Americana e estar na Libertadores 2019", resumiu.

Na atual edição da Sul-Americana, o Fluminense despachou, inicialmente, o Nacional Potosi, da Bolívia com uma vitória de 3 a 0 no Rio e uma derrota de 2 a 0 na casa do adversário.

Publicidade

Na segunda fase, a missão foi mais tranquila. Com triunfos de 2 a 0 no Maracanã e 1 a 0 em Montevidéu, a agremiação das Laranjeiras eliminou o Defensor, do Uruguai.

Leia tudo