O Fluminense até podia perder por um gol de diferença, mas, sem fazer muito esforço, repetiu os 2 a 0 do jogo de ida, em Quito, no confronto da noite desta quinta-feira, no Maracanã, sobre o Deportivo Cuenca, do Equador, garantindo, dessa forma, a classificação para as quartas de final da Copa Sul-americana, quando enfrentará, em dias a serem definidos pela Conmebol, o Nacional, do Uruguai.

Além da exibição segura do time, o destaque ficou por conta da torcida.

Os 39.125 presentes ao estádio, recorde de público do Fluminense em jogos realizados no Rio de Janeiro, apoiaram os jogadores mesmo antes de a bola rolar. Na chegada do ônibus tricolor ao Maracanã, os torcedores cercaram o veículo e, com sinalizadores e o tradicional pó de arroz, levaram todo o seu carinho e incentivo.

Na segunda, o Fluminense dá um tempo na Sul-Americana e, a partir das 20h (de Brasília), retorna ao Maracanã para encarar o Paraná pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em 10º lugar, a equipe das Laranjeiras necessita vencer para continuar buscando um lugar no G-6 do principal certame do futebol nacional.

Com faro de artilheiros, Digão e Richard garantem a vitória e a classificação

Sem ser ameaçado e parado somente com muitas faltas no primeiro tempo, o Fluminense demorou a chegar com perigo, mas, aos 33 minutos, conseguiu abrir o placar. Em uma falta batida pela direita, Sornoza lançou na área. Richard ganhou a dividida e a bola sobrou para Digão. Com um faro de artilheiro, o zagueiro deslocou o goleiro Heras para estufar as redes.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol Fluminense

Depois disso, a agremiação carioca exerceu forte pressão em boas jogadas de Everaldo e poderia ter ido para o intervalo com uma vantagem superior, mas pecou na hora das finalizações.

Na etapa final, o Fluminense começou tomando um susto logo no primeiro minuto. Após saída em falso de Júlio César, Pita não aproveitou bom lançamento de Cuero e chutou para fora.

Após essa estocada do Deportivo Cuenca, o elenco dirigido por Marcelo Oliveira retomou a posse de bola e voltou a construir suas principais tramas pelo lado esquerdo com o inspirado Everaldo e alguns avanços de Ayrton.

Até que, aos 30 minutos, em belo contra-ataque, Júnior Dutra, que havia entrado na vaga de Luciano e com poucos segundos em campo, esticou para Everaldo. O camisa 38 tocou na medida para Richard. Com extrema tranquilidade, o volante tocou na saída de Heras, sacramentando o resultado e premiando o torcedor.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 2 X 0 DEPORTIVO CUENCA

Competição: Copa Sul-Americana - Oitavas-de-final (Volta)

Data: 04/10/2018 (quinta)

Horário: 19h30 (de Brasília)

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Andrés Rojas, auxiliado por Jhon Alexander Leon e Carlos Astroza, todos da Federação Colombiana

Renda: R$ 1.122.190,00

Público: 39.157 presentes (36.902 pagantes)

Cartões amarelos: Luciano, Richard, Digão e Marcos Junior (FLU); Luca Sosa, Mosquera e Bedoya (DEP)

Cartões vermelhos: -

Gols: Digão (33'/1ºT) e Richard (30'/2ºT)

FLUMINENSE: Júlio César; Ibañez, Gum, Digão; Léo (Matheus Norton), Jadson (Marcos Junior), Richard, Sornoza, Ayrton Lucas; Everaldo e Luciano (Junior Dutra).

Técnico: Marcelo Oliveira.

DEPORTIVO CUENCA: Heras; Carabalí, Bedoya, Luca Sosa, Cuero; Jhon Rodríguez (De la Cruz), Mosquera, Emmanuel Martínez, Preciado (Dennis Quiñónez); Juan Rojas e Pita.

Técnico: Richard Páez.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo