Após mais um ótimo ano de Lucas Paquetá, vai ser difícil segurar o meio-campista na Gávea. Ao que tudo indica, Paquetá deve ser negociado ao fim da temporada para o futebol europeu, quando abre a janela europeia no início de janeiro. Porém, segundo o site Fox Sports, o rubro-negro já tem em mente um possível substituto para o meio de campo: Rodriguinho, do Pyramids FC.

De acordo com o apresentador João Guilherme, do programa esportivo Expediente Futebol, na última sexta-feira (5), o Flamengo pretende levar vantagem do atual cenário do meia que era um dos destaques do Corinthians em 2018.

Segundo o apresentador, o clube egípcio pretende vender todos os seus jogadores, e um desses nomes é Rodriguinho. O apresentador aproveitou para dizer que o Flamengo já tem estabelecido relações para que Rodriguinho integre ao time da Gávea no em 2019. Será ano eleitoral no Flamengo, mas João Guilherme relata que ambos os lados estão interessados na contratação do jogador. Ele aproveitou para ratificar que há grandes possibilidades dele vestir rubro-negro.

Turki Al-Sheikh, empresário e manager do clube do Egito, vive uma enorme pressão interna que tem lhe tirado o sono. Por isso, pretende negociar seus jogadores.

Em seguida, os comentaristas levantaram a questão de que se daria pra jogar o meia Diego e Rodriguinho juntos:

"Ficaria melhor? Tira Diego, coloca Rodriguinho? Dá pra ocupar o mesmo lugar os dois ali?", perguntou João Guilherme. Que também aproveitou para ratificar que Paquetá não deve mesmo permanecer.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Flamengo

Futuro incerto de Diego e Paquetá

Não se sabe ao certo da permanência dos meio-campistas, já que será ano político na Gávea. O camisa 10 ainda não renovou contrato com o clube, que vence em julho de 2019, e até então, ainda não foi procurado pelo mandatários rubro-negros.

Em contrapartida, o jovem Lucas Paquetá, de 21 anos, estendeu seu vínculo com o clube há pouco tempo. No novo acordo, foi estabelecida uma multa rescisória que gira em torno de 50 milhões de euros, cerca de R$ 220 milhões de reais na cotação atual.

Recentemente, o veículo Esporte Interativo apurou que a diretoria esboçou abrir negócios por um novo acordo de contrato, a fim de assegurar o jogador do mercado europeu, que tem o monitorado por todos os lados do continente. No possível novo vínculo, seria estabelecido uma multa rescisória para o exterior em torno de 70 milhões de euros (cerca de R$ 310 milhões na atual cotação).

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo