Principal revelação do Flamengo depois de Vinícius Júnior, o meia Lucas Paquetá foi negociado com o Milan, da Itália. O jogador de 21 anos foi vendido por 35 milhões de euros, valor similar ao que o Paris Saint-Germain estava disposto a pagar pelo camisa 11, porém seu destino será o futebol italiano. Agora restam apenas os exames médicos, que serão realizados ainda nesta semana, para que o negócio seja concretizado.

Publicidade
Publicidade

Pesou a fator do Milan a forma mais incisiva como seus dirigentes conduziram as negociações, além da possibilidade de bônus por desempenho. Outra motivação para optar pelo futebol italiano foi a possibilidade dele ser melhor aproveitado do que se fosse para a equipe francesa.

O ex-jogador e tetracampeão Leonardo, que foi inclusive relevado pelo Flamengo, foi quem participou ativamente das conversas e convenceu o técnico Gatuso a aprovar sua contratação.

Publicidade

Passou longe dos 50 milhões

Apesar de ser considerado um excelente valor para os padrões brasileiros, as cifras com as quais Paquetá foi negociado passam longe dos 50 milhões de euros estipulados na multa rescisória do jogador. No entanto, dentro do próprio clube, o consenso era de que tais valores seriam utópicos para um atleta tão jovem e ainda analisado pelo mercado internacional.

Desde a última janela de transferência ele já era observado por grandes times do futebol europeu.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Flamengo PaixãoPorFutebol

Além do PSG, o Barcelona também havia demonstrado interesse, mas os clubes ainda aguardavam o desenrolar do mercado para posição, enquanto que os italianos foram mais incisivos e trouxeram uma proposta no papel.

O Milan agora pretende fazer com ele o mesmo processo feito com Kaká, que também chegou bastante jovem ao clube, dando a ele todo o suporte para evoluir no futebol europeu.

Estreou nos profissionais em 2016

As primeiras aparições de Lucas Paquetá no time profissional do Flamengo foram em 2016, ainda com o time sendo dirigido por Zé Ricardo.

Depois de se destacar na Copa São Paulo de Futebol Júnior daquele ano, o meia teve algumas oportunidades, mas não conseguiu se firmar.

Na segunda metade do ano passado, já sob o comando de Reinaldo Rueda, o jogador ganhou mais oportunidades e se destacou ao ser escalado como centroavante nas decisões da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana. Nesta temporada, o jogador seguiu evoluindo, se tornando um dos principais nomes do time e figurando na lista de suplentes de Tite na convocação para a Copa do Mundo na Rússia.

Publicidade

Ele também esteve presente na lista de convocados para a Seleção Brasileira nos últimos amistosos, contra Estados Unidos e El Salvador.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo