Um dia agitado nos bastidores do Fluminense. Depois de uma longa negociação, a diretoria da equipe das Laranjeiras chegou a um acordo com o Watford e acertou a ida do jovem atacante João Pedro, destaque do Sub-17. O valor da transação é mantido em sigilo e o atleta permanecerá nas Laranjeiras, a princípio, até janeiro de 2020, podendo ser estendido por mais seis meses.

As conversas entre Fluminense [VIDEO] e Watford iniciaram em setembro. Por envolver um jogador menor de idade e extra-comunitário, houve a necessidade da aprovação da Federação Inglesa. O Tricolor terá direito a 10% de uma futura venda por parte do time inglês.

A temporada de 2018 tem sido especial para João Pedro. Ao todo, ele já marcou 31 gols, os três últimos na goleada de 6 a 0 sobre o Cruzeiro, nas Laranjeiras, no jogo de ida das oitavas-de-final da Copa Sub-17.

Além da venda de João Pedro, o Fluminense também oficializou a chegada de mais um patrocinador. Trata-se da Rappi, empresa de aplicativos criada na Colômbia há três anos, com mercado avaliado em 1 bilhão de dólares (aproximadamente R$ 3,5 milhões) e que tem, como objetivo, entregar de tudo em minutos por intermédio de assistentes pessoais autônomos 24h por dia em supermercados, farmácias, restaurantes e estabelecimentos sem oferecimento de entrega.

No Rio, a Rappi cobre os bairros do Leblon, da Barra da Tijuca, do Centro, de Botafogo, de Ipanema, da Gávea e do Jardim Botânico. Em entrevista ao site oficial do clube, o vice-presidente comercial do Fluminense, Ronaldo Barcellos, era só elogios ao novo parceiro.

"O Fluminense tem o pioneirismo em seu DNA, o que tem tudo a ver com startups. Esse modelo traz com ele profissionais com visão diferente da tradicional e mais ideias de ativação de marca, ações de marketing inovadoras, muitas coisas que podemos desenvolver em conjunto dentro do nosso mundo do futebol", enalteceu o dirigente.

A Rappi, que terá a sua marca estampada nos omoplatas dos uniformes a partir do jogo de quarta, às 19h30 (de Brasília), no Nilton Santos, diante do Nacional -URU, pelas quartas-de-final da Sul-Americana e ficará até o encerramento do Carioca de 2019, junta-se a Tim (empresa de telefonia móvel), ao grupo de ensino Yes e a Frescatto, grupo ligado ao ramo de gêneros alimentícios. Já o patrocinador master só deverá ser definido no ano que vem. Nos bastidores, especula-se que seria a Caixa Econômica Federal.

Com Sornoza e Léo, Flu tenta vencer o Atlético-MG para continuar sonhando no Brasileirão

Enquanto isso, dentro de campo, o Fluminense se prepara para a 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

No domingo, a partir das 16h (de Brasília), enfrentará, no Nilton Santos, o Atlético-MG e contará com os retornos do lateral-direito Léo, que cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo na derrota de 3 a 0 para o Flamengo, e do meia equatoriano Junior Sornoza, que não atua há duas rodadas por estar servindo a seleção de seu país em amistosos Data-FIFA.

No sábado, o Fluminense [VIDEO] realiza, no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, o último treinamento da semana. Existe a possibilidade de o técnico Marcelo Oliveira sacar o zagueiro Roger Ibañez ou o volante Richard para promover a entrada do meia Daniel Simões.

Com 37 pontos, o Flu necessita vencer para sair do nono lugar e continuar lutando por uma vaga no G-6 do Brasileirão, o que asseguraria a sua presença na Taça Libertadores de 2019.