Anúncio
Anúncio

Ainda curtindo a vaga nas quartas de final da Copa Sul-Americana, o Fluminense realizou, na manhã deste sábado, no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, mais um treinamento, visando o compromisso de segunda, às 20h (de Brasília), no Maracanã, diante do Paraná, válido pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A atividade, mais uma vez ocorrida sem a presença dos jornalistas, foi dividida em duas partes. Inicialmente, os jogadores ficaram na academia e cuidaram da parte física. Em seguida, já no gramado, trabalharam finalizações e simularam lances de contra-ataques.

O técnico Marcelo Oliveira ainda não indicou qual equipe irá a campo, mas, na última quinta, após a vitória de 2 a 0 sobre o Deportivo Cuenca, no Maracanã, deu a entender que pode dar uma oportunidade ao meia-atacante equatoriano Brian Cabezas.

Anúncio

"O Cabezas já está melhorando muito sua condição. Talvez tenha sofrido um período de adaptação ao novo clube, vinha sem jogar há muito tempo. Melhorou muito. Terá uma oportunidade no momento certo", revelou Oliveira.

Outras novidades devem ser os retornos de Dodi e Aírton, que não atuaram no meio-semana.

Se Cabezas pode, finalmente, fazer a sua estreia e Dodi e Aírton ficarem novamente à disposição, o lateral-direito Léo, reclamando de uma fisgada na coxa esquerda, permanece em tratamento intensivo e segue como dúvida. Como Gilberto também está entregue ao departamento médico por conta de um edema ósseo, Matheus Norton, volante de origem, atuará improvisado na função.

No domingo, pela manhã, acontece o último treino antes do jogo contra o Paraná.

Anúncio

Com 34 pontos, o Fluminense ocupa o 10º lugar no Brasileirão e uma vitória sobre o atual lanterna do certame é fundamental para as pretensões do time carioca de lutar por uma vaga no G-6, grupo daqueles que se classificam para a próxima Taça Libertadores.

Destaque do setor ofensivo, Everaldo quer marcar primeiro gol no Maracanã

Além de colaborar para o Fluminense se manter vivo na luta por objetivos maiores no Campeonato Brasileiro, Everaldo tem uma meta pessoal na partida contra o Paraná. Contratado junto ao São Bento-SP no meio da temporada, o atacante segue sem balançar as redes do Maracanã. Os seus únicos dois gols com a camisa tricolor (Deportivo Cuenca e Chapecoense), foram assinalados nos campos dos adversários.

Anúncio

Em entrevista concedida à Rádio Brasil , Everaldo não escondeu a frustração por ainda não ter marcado no palco das finais da Copa do Mundo de 2014 e dos torneios de futebol (masculino e feminino) das Olimpíadas de 2016 e assegura que vem trabalhando para encerrar esse jejum.

"Está faltando esse gol ainda. Mas é continuar focado, trabalhando, que ele vai sair", disse.

Rápido e demonstrando habilidade, Everaldo vem agradando tanto a comissão técnica quanto aos torcedores. Diante da ausência de Pedro, que se submeteu a uma intervenção cirúrgica e só retorna em 2019, tem, como parceiro de ataque, Luciano.