Na manhã desta quinta-feira (18), o Fluminense realizou mais um treinamento, mas o assunto era fora de campo. O motivo? Os quatro meses de atraso dos pagamentos dos direitos de imagem dos jogadores. Em entrevista coletiva após o trabalho no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, o atacante Everaldo reconheceu a chateação pela dívida, mas assegura que isso não influencia no rendimento ao longo das partidas.

"A gente confia na diretoria, sabemos que vão resolver. É chato, complicado, mas não influencia dentro de campo. Nossos jogadores são maduros, sabem diferenciar as coisas", disse.

A diretoria do Tricolor das Laranjeiras reconhece a existência do débito e, como vem acontecendo desde o início da gestão do presidente Pedro Abad, não estabeleceu prazo para tudo ser regularizado.

Na semana passada, foram pagos os salários de agosto e a premiação acordada pelas classificações na Copa Sul-Americana. Já o pagamento do mês de setembro segue em aberto.

Atacante quer marcar primeiro gol em jogos no Rio

No domingo, o Fluminense [VIDEO], depois da humilhante derrota de 3 a 0 para o Flamengo na tarde do último sábado, encara, a partir das 16h (de Brasília), no Maracanã, o Atlético-MG pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Será mais uma oportunidade para Everaldo marcar um gol em partidas disputadas no Rio. Até o momento, ele só balançou as redes nas vitórias de 2 a 0 sobre o Deportivo Cuenca, em Quito, e 2 a 1 sobre a Chapecoense, em Chapecó. Questionado, o atacante, contratado junto ao São Bento-SP, não escondeu a ansiedade para, finalmente, comemorar junto ao torcedor tricolor.

"Espero que saia domingo. A cada jogo eu busco o meu gol diante da torcida, não senti essa emoção ainda. Se não vier domingo, continuarei trabalhando da mesma forma, porque uma hora ele sai naturalmente.", complementou.

Diante do Atlético-MG, o técnico Marcelo Oliveira contará com o importante retorno do meia equatoriano Junior Sornoza [VIDEO]. Ele não esteve presente nos últimos dois jogos (Paraná e Flamengo) por estar servindo a seleção de seu país em amistosos Data-Fifa. Após cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo, o lateral-direito Léo é outro que fica novamente à disposição do técnico Marcelo Oliveira.

Com 37 pontos e em nono lugar na classificação, o Fluminense necessita vencer o Galo para continuar buscando um lugar no G-6 do Brasileiro e, consequentemente, garantir presença na Taça Libertadores de 2019.