Tendo agora apenas o Campeonato Brasileiro para focar até o final do ano, mas longe da briga pelo título, o Santos tem como principal objetivo neste final de temporada, garantir uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores da América.

Com 39 pontos, o Santos ocupa a sétima colocação, uma abaixo da zona de classificação para a Pré-Libertadores. O sexto colocado é o Atlético Mineiro, que tem seis pontos a mais. No entanto, Palmeiras e Grêmio, que estão nas primeiras posições, também estão nas semifinais da Copa Libertadores e caso um deles venha a conquistar o título, mais uma vaga será aberta.

Publicidade
Publicidade

Já Cruzeiro e Corinthians, finalistas da Copa do Brasil e Fluminense, Atlético Paranaense e Bahia, que estão na briga pelo título da Sul-Americana, ocupam posições inferiores na tabela de classificação.

Para seguir brigando por uma vaga na competição continental do ano que vem, o Santos quer contar com força total no clássico do próximo sábado (13), diante do Corinthians, no estádio do Pacaembu e com mando de campo do Peixe. Para isso, a diretoria enviou um ofício à CBF solicitando a liberação do atacante Rodrygo da Seleção Brasileira Sub 20, que fará dois amistosos contra o Chile, nos dias 13 e 15, no entanto, a empreitada não teve sucesso.

Rodrygo foi convocado para a Seleção Brasileira Sub 20. (foto reprodução).
Rodrygo foi convocado para a Seleção Brasileira Sub 20. (foto reprodução).

A Confederação alegou que presença do jogador é importante nesses dois jogos e por conta disso não abriu mão de contar com ele, ainda mais em se tratando de uma Data FIFA. Assim, o técnico Cuca deverá escalar Derlis González, que havia sido convocado pela Seleção do Paraguai, mas a diretoria do clube paulista conseguiu sua liberação, assim como a de Carlos Sánchez, que estava convocado para defender o Uruguai.

Fechou acordo com atacante

Já pensando na próxima temporada, o Santos anunciou nesta segunda-feira que exerceu seu direito de compra e acertou a contratação do atacante Felippe Cardoso.

Publicidade

Ele já havia chegando à Vila Belmiro por empréstimo no mês passado e agora a diretoria alvinegra pagou 3 milhões de reais por 60% dos seus direitos federativos. Os outros 40% seguem com o Osvaldo Cruz, time do interior de São Paulo, que revelou o atleta. O acordo será válido por cinco anos.

O atacante havia chegado ao clube ainda se recuperando de uma lesão no púbis e por isso demorou a estrear com a camisa do Peixe, fato que aconteceu no clássico diante do São Paulo, em 16 de setembro, quando ele atuou por 20 minutos.

O jogo terminou empatado sem gols. Posteriormente ele teve que enfrentar outros problemas físicos e não mais entrou em campo.

O jogador disse que o acertou com o Santos é a realização de um sonho e que agora o foco é trabalhar nesses cinco anos.

Leia tudo e assista ao vídeo