A eliminação do Deportivo Cali no Campeonato Colombiano por pouco não acaba em tragédia. Logo após o jogo, quando o time venceu o Deportivo Pasto por 1 a 0 , o zagueiro Juan Quintero teve seu carro alvejado por vários tiros [VIDEO]. Ele estava acompanhado de seu irmão. Ambos escaparam ilesos ao atentado.

Segundo informações da imprensa local, o ataque ocorreu por volta das 22h15 (horário local), quando duas pessoas que estavam em uma moto ordenaram que o veículo parasse.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Polícia

Ao perceber que os homens estavam armados, o jogador acelerou o carro, que foi atingido pelos tiros na lateral. O pai de Quinteiro aguardava os filhos em um restaurante nas proximidades e considerou um milagre o fato deles terem sobrevivido.

Não há pistas dos atiradores [VIDEO].

Apesar do resultado dentro de campo ter sido positivo, ele não foi suficiente para fazer o Deportivo Cali avançar entre os oito melhores para a segunda fase do Torneio Clausura. Para se classificar, além da vitória, a equipe dependia de derrotas do Atlético Nacional, que empatou em 2 a 2 com o Leones, e do Santa Fé, que ficou com a última vaga, após bater por 3 a 0 o Millionarios, que já estava eliminado. A primeira colocação ficou com o Tolima.

Nas quartas de final, o Tolima pegará o Santa Fé; o Junior Barranquilla enfrentará o Equidad; o Independiente Medellín terá pela frente o Bucaramanga; e o Rio Negro Águilas jogará contra o Once Caldas.

Em 1994, zagueiro da seleção foi morto a tiros

O atentado ocorrido neste domingo remete a uma triste lembrança.

Em 1994, poucos dias depois da eliminação da seleção da Colômbia na fase de grupos da Copa do Mundo, disputada nos Estados Unidos, o zagueiro Andrés Escobar foi morto a tiros ao sair de um restaurante na madrugada de 2 de julho.

Na partida contra a seleção anfitriã, ele marcou um gol contra e foi considerado o principal responsável pela vexatória eliminação do time sul-americano, que ficou em último lugar de um grupo que também tinha Romênia (que chegou até as quartas eliminando a então vice-campeã Argentina) e Suíça.

De acordo com testemunhas, ele foi abordado por três homens e uma mulher. Um deles, de forma irônica e provocativa, o agradeceu pelo gol contra. Se inicio então uma discussão, e ele levou seis tiros. Inicialmente, chegou-se a cogitar que o zagueiro tinha sido executado a mando de narcotraficantes e por vingança de apostadores, que perderam muito dinheiro por conta da precoce eliminação do país do mundial.