Na tarde desta terça-feira (20), a seleção brasileira jogou contra Camarões, mas o que chamou a atenção na transmissão da partida foi a despedida de Arnaldo Cezar Coelho que, aos 75 anos, despediu-se da Rede Globo, deixando uma parceria de décadas com Galvão Bueno e, que ficou emocionado.

"Esse dia é muito especial porque marca a despedida do meu amigão aqui. Do meu parceiro. Arnaldo Cezar Coelho, muito obrigado por ter estado ao meu lado por esses 29 anos. Valeu e muito. Falem vocês aí porque estou emocionado", disse Galvão.

Publicidade
Publicidade

Casagrande também se emocionou

Outro que se emocionou na despedida de Arnaldo Cezar Coelho foi Walter Casagrande. O comentarista global disse que foi um privilégio ter trabalhado com o ex-árbitro e que era não só amigo como também fã de Arnaldo.

Júnior aproveitou para acrescentar que a relação ia muito além do profissional, era mesmo de amizade.

A Globo então exibiu uma retrospectiva da trajetória de quase 30 anos de Arnaldo Cezar Coelho na emissora, deixando-o visivelmente emocionado.

Publicidade

Ao final, ele agradeceu a todos.

Galvão Bueno ainda brincou alegando que durante os próximos jogos irá ligar no meio da transmissão para Arnaldo e pedir a opinião do ex-árbitro de Futebol e pedir a opinião dele.

Desde 1989, que Arnaldo Cezar Coelho está na Globo como comentarista de arbitragem e seu contrato ia até dezembro do ano que vem, mas ele resolveu encerrar um ano antes do que era previsto.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Televisão

Durante a última Copa do Mundo, ele já havia adiantado que estava preparando para se aposentar da TV.

Arnaldo Cezar Coelho apitou a final da Copa do Mundo de 1982, quando Alemanha e Itália disputaram o título. O começo da carreira como comentaria de arbitragem foi na partida entre Vasco e São Paulo. Chorando com Galvão Bueno, Arnaldo disse que valeu por todos os anos de trabalho na Globo e que aprendeu muito.

"Entre chutar o balde e engolir sapos, me ensinou a engolir um pouco mais de sapos", disse Galvão Bueno ao ex-árbitro.

Arnaldo se aposenta dos comentários nos jogos da Rede Globo, mas está longe de ficar à toa em casa, pois pretende viajar para descansar um pouco e quando voltar pretende dar palestras por todo o país.

Questionado sobre o momento mais emocionante da carreira como comentarista, ele contou que foi quando Baggio perdeu o pênalti e ele agarrou Galvão Bueno, abraçou Pelé e todos gritavam "é tetra".

Publicidade

Veja também

Abono do PIS/Pasep é pago nesta terça-feira (20) para quem nasceu no mês de novembro

Vanessa Gerbelli deixa novela Jesus para doar medula óssea para o pai

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo