Anúncio
Anúncio

Em um passado não muito distante, o São Paulo era um verdadeiro algoz de técnicos do Corinthians, provocando a demissão de vários, deles, inclusive de Tite, em sua primeira passagem entre 2004 e 2005. No entanto, neste final de semana as coisas se inverteram e um dia após o empate contra o alvinegro, em 1 a 1, na Arena, em Itaquera, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, foi a diretoria do São Paulo quem decidiu colocar um ponto final na passagem de Diego Aguirre pelo Morumbi. A surpreendente decisão foi anunciada na noite deste domingo (11), por meio de nota oficial.

Segundo o comunicado, publicado no site oficial do clube, a decisão pela saída do treinador foi tomada em comum acordo após reunião com a diretoria, onde foi definido que o contrato de Aguirre não seria renovado.

Anúncio

Além do técnico, também deixam o time os auxiliares Juan Verzeri e Raul Enrique Carreras, além do preparador físico Fernando Piñatares Para dirigir o time nas rodadas finais do Campeonato Brasileiro, a diretoria optou por colocar o auxiliar André Jardini, membro da comissão técnica permanente do clube, que já iniciará seus trabalhos a partir desta segunda-feira (12). Sua efetivação para a próxima temporada não está descartada.

Aguirre deixa do São Paulo na quita colocação do Campeonato Brasileiro com 58 pontos, nove a menos que o líder Palmeiras. Sua passagem pelo Morumbi totalizou 57 jogos, com 29 vitórias, 13 empates e 15 derrotas. Aproveitamento de 58,5% dos pontos.

O próximo adversário do São Paulo será o Grêmio, que também tem 58 pontos, mas está à frente pelos critérios de desempate. O jogo será no Morumbi, na próxima quinta-feira e vale muito na briga por uma vaga direta na fase de grupos da próxima Copa Libertadores da América.

Anúncio

Ascenção e queda

Diego Aguirre chegou ao São Paulo na última rodada da fase de classificação do Campeonato Paulista para o lugar de Dorival Júnior. Nas quartas de final do estadual, o time passou pelo São Caetano e quase chegou à final, porém acabou caindo diante do mesmo Corinthians, nas semifinais, nas disputas de pênaltis, após sofrer o gol de empate nos acréscimos.

Fora da Copa do Brasil e tendo caído na segunda fase da Sul-Americana, o Tricolor tinha apenas o Campeonato Brasileiro pela frente e depois de uma intensa briga com o Flamengo, chegou a abrir alguns pontos na frente, porém após a virada para o segundo turno, a equipe caiu de rendimento, com empates diante de times ameaçados de rebaixamento e não conseguindo vencer, em casa, adversários diretos na briga pelo título: derrota para o Palmeiras e empate diante do Flamengo.

Anúncio

Além da queda de rendimento, o treinador já não vinha se entendendo com o elenco. Após o jogo contra o Corinthians, Raí afirmou que o trabalho do treinador passaria por uma avaliação, mas que isso seria feito com calma.