Não bastasse a derrota de 1 a 0, o Fluminense teve outras duas más notícias no clássico deste sábado, no Maracanã, contra o Vasco. Punido com o terceiro cartão amarelo, o zagueiro Roger Ibañez desfalca o Tricolor no compromisso do domingo, 11 de novembro, no Rio de Janeiro, às 19h (de Brasília), diante do Sport, válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Outro que não poderá atuar é o apoiador Junior Sornoza, expulso após se envolver em uma confusão com Rildo, atacante vascaíno. Em entrevista coletiva, o técnico Marcelo Oliveira lamentou o episódio e teceu uma leve crítica na atitude do equatoriano.

Publicidade

"Cartão ridículo. Foi lance normal, o cara escorou um pouquinho. Não teve violência nem nada. Atitude infeliz dele naquele momento, está fora de jogo importante", disse o comandante

No setor defensivo, a tendência é pelo retorno de Gum ao lado de Digão e Paulo Ricardo. Frazan é uma segunda alternativa. Já no meio, Daniel Simões é o favorito para ganhar uma oportunidade, mas o técnico Marcelo Oliveira também pode recuar Luciano e promover a entrada de mais um atacante. Nesse caso, Júnior Dutra e Kayke são as opções.

Com o revés, o Flu se manteve na 10ª posição com 40 pontos, fica mais distante da luta pelo G-6 e ainda corre a ameaça de rebaixamento para a Série B, especialmente se a Chapecoense e América-MG vencerem, respectivamente, Bahia e Cruzeiro no domingo.

Oliveira justifica uso de titulares e grupo volta o foco para a Sul-Americana

Diferente do que fez contra o Santos, Marcelo Oliveira levou a campo o time ideal no clássico diante do Vasco. Após o jogo, o treinador do Fluminense apresentou a sua justificativa por ter tomado tal atitude.

Publicidade

"O grupo estava descansado. Fizemos avaliação hoje de manhã, e os jogadores mostraram que estavam muito bem. Todos com muita vontade de jogar esse jogo. Também por ser clássico e ainda termos objetivo nesse Brasileiro", disse o comandante, acrescentando.

"Outra situação é que ganhamos mais um dia, pois temos o domingo para descansar, além de segunda e terça. A única coisa que corremos risco é de uma lesão, mas ela pode acontecer em treino, futebol é assim. Felizmente não aconteceu", finalizou.

O Flu não terá tempo para lamentações. Na quarta, a equipe das Laranjeiras, às 21h45 (de Brasília), na Arena da Baixada, em Curitiba, disputa, contra o Atlético-PR, o jogo de ida das semifinais da Copa Sul-Americana. Para o volante Jádson, o momento é de repor as energias para a difícil batalha na capital paranaense.

"Agora é hora de descansar pois na quarta teremos uma nova decisão", resumiu o atleta.

O confronto de volta será no próximo dia 28 de novembro, também às 21h45 (de Brasília), no Maracanã.

Publicidade

Se eliminar o Atlético-PR, o Flu decidirá a Sul-Americana com o vencedor do dérbi colombiano entre Independente Santa Fé e Junior Barranquilla.