Recuperado de um estiramento no joelho direito, Gum participou normalmente do treino de sábado e praticamente confirmou a sua volta ao Fluminense. Mesmo assim, pela necessidade de vencer para fugir da ameaça de rebaixamento, a equipe das Laranjeiras deverá abolir o sistema com três zagueiros diante do Ceará na segunda, às 20h (de Brasília), no Maracanã, na partida que fecha a 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Publicidade
Publicidade

Na ausência do 3-5-2, é bem provável que o técnico Marcelo Oliveira opte pela entrada de Aírton ao lado de Richard, uma vez que Jádson não poderá atuar por ter sido expulso na derrota de 3 a 0 para o Palmeiras na última quarta, em São Paulo. Além disso, o equatoriano Bryan Cabezas deve permanecer entre os titulares, formando o trio com Everaldo e Luciano.

Sem contar com os laterais-direitos Gilberto e Léo, o zagueiro Roger Ibañez, o atacante Pablo Dyego e o centroavante Pedro, todos entregues ao departamento médico, o provável Fluminense para encarar o Ceará é o seguinte: Julio César; Igor Julião, Gum, Digão e Ayrton Lucas; Richard, Airton e Sornoza; Cabezas, Everaldo e Luciano.

Publicidade

Com a vitória do Corinthians sobre o Vasco de 1 a 0, o Fluminense caiu uma posição e, no momento, é o 13º colocado, mas, somando 41 pontos, está a apenas quatro pontos da Chapecoense, primeira equipe que estaria na segunda divisão de 2019.

Trio chileno dirige partida de volta das semifinais da Sul-Americana

Paralelo ao Brasileirão, o Fluminense também volta o seu foco para as semifinais da Copa Sul-Americana e, na quinta, dia 28 de novembro, no Maracanã, a partir das 21h45 (de Brasília), enfrenta o Atlético-PR com a necessidade de vencer por três ou mais gols de diferença após ser derrotado, na Arena da Baixada, em Curitiba, pelo placar de 2 a 0.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Brasileirão

Para arbitrar esse desafio, a Conmebol definiu, através de sorteio realizado na última sexta, um trio da Federação Chilena.

O árbitro principal será Julio Bascuñan. Ele terá, como auxiliares dentro de campo, Christian Schiemann e Jose Retamal. Assim como nas quartas-de-final, as semifinais da Sul-Americana, haverá o uso do VAR e, para o choque entre tricolores e rubro-negros, ele ficará a cargo do também chileno Carlos Astroza, do boliviano Gery Vargas e do brasileiro Rapahel Clauss, que é do quadro da Federação Paulista de Futebol.

Caso o Flu vença pelo mesmo resultado do jogo de ida, o dérbi brasileiro será decidido nos pênaltis. Quem avançar até a final, enfrentará o vencedor do clássico colombiano entre Deportivo Santa Fé e Junior Barranquilla.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo