Recuperado de um estiramento no joelho direito, Gum participou normalmente do treino de sábado e praticamente confirmou a sua volta ao Fluminense. Mesmo assim, pela necessidade de vencer para fugir da ameaça de rebaixamento, a equipe das Laranjeiras deverá abolir o sistema com três zagueiros diante do Ceará na segunda, às 20h (de Brasília), no Maracanã, na partida que fecha a 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Publicidade
Publicidade

Na ausência do 3-5-2, é bem provável que o técnico Marcelo Oliveira opte pela entrada de Aírton ao lado de Richard, uma vez que Jádson não poderá atuar por ter sido expulso na derrota de 3 a 0 para o Palmeiras na última quarta, em São Paulo. Além disso, o equatoriano Bryan Cabezas deve permanecer entre os titulares, formando o trio com Everaldo e Luciano.

Sem contar com os laterais-direitos Gilberto e Léo, o zagueiro Roger Ibañez, o atacante Pablo Dyego e o centroavante Pedro, todos entregues ao departamento médico, o provável Fluminense para encarar o Ceará é o seguinte: Julio César; Igor Julião, Gum, Digão e Ayrton Lucas; Richard, Airton e Sornoza; Cabezas, Everaldo e Luciano.

Querendo tranquilidade, Flu busca vencer o Ceará na segunda pelo Brasileirão (Foto: Reprodução/Lancepress)
Querendo tranquilidade, Flu busca vencer o Ceará na segunda pelo Brasileirão (Foto: Reprodução/Lancepress)

Com a vitória do Corinthians sobre o Vasco de 1 a 0, o Fluminense caiu uma posição e, no momento, é o 13º colocado, mas, somando 41 pontos, está a apenas quatro pontos da Chapecoense, primeira equipe que estaria na segunda divisão de 2019.

Trio chileno dirige partida de volta das semifinais da Sul-Americana

Paralelo ao Brasileirão, o Fluminense também volta o seu foco para as semifinais da Copa Sul-Americana e, na quinta, dia 28 de novembro, no Maracanã, a partir das 21h45 (de Brasília), enfrenta o Atlético-PR com a necessidade de vencer por três ou mais gols de diferença após ser derrotado, na Arena da Baixada, em Curitiba, pelo placar de 2 a 0.

Publicidade

Para arbitrar esse desafio, a Conmebol definiu, através de sorteio realizado na última sexta, um trio da Federação Chilena.

O árbitro principal será Julio Bascuñan. Ele terá, como auxiliares dentro de campo, Christian Schiemann e Jose Retamal. Assim como nas quartas-de-final, as semifinais da Sul-Americana, haverá o uso do VAR e, para o choque entre tricolores e rubro-negros, ele ficará a cargo do também chileno Carlos Astroza, do boliviano Gery Vargas e do brasileiro Rapahel Clauss, que é do quadro da Federação Paulista de Futebol.

Caso o Flu vença pelo mesmo resultado do jogo de ida, o dérbi brasileiro será decidido nos pênaltis. Quem avançar até a final, enfrentará o vencedor do clássico colombiano entre Deportivo Santa Fé e Junior Barranquilla.

Leia tudo