Anúncio
Anúncio

Na manhã desta sexta-feira (14), veio a informação, através do Globo Esporte e do UOL Esporte, de que Pedro Abad iria renunciar à presidência do Fluminense. No início da tarde, porém, a assessoria de imprensa do clube divulgou uma nota oficial na qual descartava a saída do mandatário de forma antecipada.

"Ao contrário do que foi noticiado pela imprensa, o presidente do Fluminense [VIDEO] Football Club, Pedro Abad, não irá renunciar ao seu cargo. O planejamento do clube para 2019 segue em andamento e as novidades serão anunciadas em breve, inclusive o treinador", dizia a nota do Tricolor das Laranjeiras.

Apesar da palavra oficial do Fluminense, nos bastidores, a permanência de Pedro Abad não estaria totalmente assegurada. Temendo pela sua integridade física e a segurança de seus familiares, o presidente estaria conversando com aliados para avaliar se confirmava a renúncia e, em caso positivo, como seria a transição

Diferentes interpretações do estatuto vêm aumentando ainda mais o clima de instabilidade política do Fluminense.

Advertisement

Para Abad, Fernando Leite, presidente do Conselho Deliberativo, vem agindo de forma parcial junto aos conselheiros. No próximo dia 20, haverá uma reunião no Salão nobre das Laranjeiras, onde será votado o impeachment do presidente tricolor. Havendo aprovação, novas eleições serão convocadas dentro de um prazo de 45 dias após a saída do mandatário.

Se evitar o impeachment, Pedro Abad encerrará o seu mandato no final de novembro do ano que vem. Recentemente, ele assegurou que não iria buscar a reeleição.

Diniz aceita proposta e anúncio de treinador está muito próximo de acontecer

Enquanto a política segue fervendo, o Fluminense continua o seu planejamento para a próxima temporada e, na última quinta-feira, 13 de dezembro, o diretor-executivo de Futebol, Paulo Angioni, aproveitando a ida ao Curso de Especialização de Treinadores, promovida pela CBF, (Confederação Brasileira de Futebol) em Teresópolis, região serrana do Rio de Janeiro, reuniu-se com Fernando Diniz e ouviu que o comandante aceitou a proposta para assumir o Tricolor no próximo ano.

Advertisement

Diniz estuda para tirar a licença obrigatória para comandar equipes brasileiras em 2019. Ele deverá ser oficialmente anunciado como técnico do Fluminense [VIDEO] até, no máximo, na segunda que vem.

Além do treinador, a expectativa é que, nos dias que virão, o Fluminense anuncie a chegada de reforços.