Acabou a novela. Depois de uma espera de quase 20 dias, o Fluminense anunciou, na tarde desta quarta-feira, Fernando Diniz como seu novo treinador. Antigo meia do próprio Tricolor entre os anos de 2000 e 2003, ele, que virá com dois auxiliares, firmou um compromisso de uma temporada e será apresentado na quinta, às 11h (de Brasília), no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca.

Diniz e Fluminense já haviam entrado em acordo desde a última quinta, mas a crise turbulenta, pela qual atravessa o clube carioca, retardou o anúncio da sua contratação.

Publicidade
Publicidade

Com um estilo de jogo baseado na posse de bola e troca de passes, Fernando Diniz despontou em 2016. Naquela ocasião, levou o Audax ao vice-campeonato paulista. Antes, havia dirigido Votoraty, Paulista, Botafogo-SP, Atlético Sorocaba, Guaratinguetá e Paraná.

Em 2018, chegou ao Atlético-PR para acumular as funções de coordenador e técnico. Teve um belo início, mas, aos poucos, caiu de rendimento e, no último mês de abril, acabou sendo dispensado, dando lugar a Tiago Nunes, que, posteriormente, levou o Furacão ao inédito título da Copa Sul-Americana e, consequentemente, uma vaga na próxima Taça Libertadores da América.

Fluminense confirma Fernando Diniz como seu técnico para 2019 (Divulgação/Twitter/@FluminenseFC)
Fluminense confirma Fernando Diniz como seu técnico para 2019 (Divulgação/Twitter/@FluminenseFC)

Como jogador, Fernando Diniz disputou 60 partidas pelo Fluminense, marcando seis gols. Durante a sua passagem pela agremiação verde, branco e grená, conquistou o título do Estadual de 2002, além de ser semifinalista do Brasileiros de 2001 e do ano seguinte e finalista do Carioca de 2003. Deixou o clube após ser envolvido em um troca-troca com Lopes, na época, do Flamengo.

Léo Percovich deixa o Sub-20 e torna-se auxiliar permanente

As novidades no comando do Futebol profissional do Fluminense não se resumem a Fernando Diniz.

Publicidade

Por decisão do presidente Pedro Abad e do diretor-executivo Paulo Angioni, o uruguaio Léo Percovich deixa o comando do Sub-20 para se tornar auxiliar permanente da comissão técnica da equipe das Laranjeiras, assumindo a vaga deixada por Fábio Moreno, que acompanhará Abel Braga no Flamengo.

Léo chegou ao Flu no início de 2018. Antes de iniciar a passagem pelo Sub-20, viveu um drama familiar ao sofrer um acidente de carro e perder duas filhas. Após o baque, desenvolveu o seu trabalho, mas só conquistou o título da Taça Rio, segundo turno do Estadual da categoria.

Despediu-se da base na Copa RS Sub-20. Na ocasião, o Flu acabou sendo eliminado ainda na primeira fase do torneio ao ficar na terceira posição em uma chave que tinha Internacional, Corinthians, Juventude e Defensor, do Uruguai.

Leia tudo e assista ao vídeo