Acabou a novela. Depois de uma espera de quase 20 dias, o Fluminense anunciou, na tarde desta quarta-feira, Fernando Diniz como seu novo treinador. Antigo meia do próprio Tricolor entre os anos de 2000 e 2003, ele, que virá com dois auxiliares, firmou um compromisso de uma temporada e será apresentado na quinta, às 11h (de Brasília), no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca.

Diniz e Fluminense já haviam entrado em acordo desde a última quinta, mas a crise turbulenta, pela qual atravessa o clube carioca, retardou o anúncio da sua contratação.

Publicidade
Publicidade

Com um estilo de jogo baseado na posse de bola e troca de passes, Fernando Diniz despontou em 2016. Naquela ocasião, levou o Audax ao vice-campeonato paulista. Antes, havia dirigido Votoraty, Paulista, Botafogo-SP, Atlético Sorocaba, Guaratinguetá e Paraná.

Em 2018, chegou ao Atlético-PR para acumular as funções de coordenador e técnico. Teve um belo início, mas, aos poucos, caiu de rendimento e, no último mês de abril, acabou sendo dispensado, dando lugar a Tiago Nunes, que, posteriormente, levou o Furacão ao inédito título da Copa Sul-Americana e, consequentemente, uma vaga na próxima Taça Libertadores da América.

Publicidade

Como jogador, Fernando Diniz disputou 60 partidas pelo Fluminense, marcando seis gols. Durante a sua passagem pela agremiação verde, branco e grená, conquistou o título do Estadual de 2002, além de ser semifinalista do Brasileiros de 2001 e do ano seguinte e finalista do Carioca de 2003. Deixou o clube após ser envolvido em um troca-troca com Lopes, na época, do Flamengo.

Léo Percovich deixa o Sub-20 e torna-se auxiliar permanente

As novidades no comando do Futebol profissional do Fluminense não se resumem a Fernando Diniz.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol PaixãoPorFutebol

Por decisão do presidente Pedro Abad e do diretor-executivo Paulo Angioni, o uruguaio Léo Percovich deixa o comando do Sub-20 para se tornar auxiliar permanente da comissão técnica da equipe das Laranjeiras, assumindo a vaga deixada por Fábio Moreno, que acompanhará Abel Braga no Flamengo.

Léo chegou ao Flu no início de 2018. Antes de iniciar a passagem pelo Sub-20, viveu um drama familiar ao sofrer um acidente de carro e perder duas filhas.

Após o baque, desenvolveu o seu trabalho, mas só conquistou o título da Taça Rio, segundo turno do Estadual da categoria.

Despediu-se da base na Copa RS Sub-20. Na ocasião, o Flu acabou sendo eliminado ainda na primeira fase do torneio ao ficar na terceira posição em uma chave que tinha Internacional, Corinthians, Juventude e Defensor, do Uruguai.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo