A vitoriosa temporada de 2018 acabou, os jogadores do Palmeiras entraram em férias, porém, a diretoria segue trabalhando firme para reforçar o elenco do verdão para 2019. Já foram anunciados os atacantes Felipe Pires, que estava no Hoffenheim, da Alemanha, Carlos Eduardo, que defendia o Pyramids, do Egito e o jovem Arthur Cabral, que se destacou pelo Ceará nesta temporada. Juntamente foram anunciados o volante Matheus Fernandes, ex-Botafogo e o meia Zé Rafael, que se destacou pelo Bahia nas últimas 2 temporadas.

Publicidade

Outros nomes cogitados são os dos atacantes Ricardo Goulart, que atualmente joga pelo Guangzhou Evergrande, da China, e no retorno de Keno, que foi companheiro de Carlos Eduardo no Futebol egípcio.

Em entrevista, Mauricio Galiotte falou sobre a possibilidade de repatriar Ricardo Goulart: "É um nome interessante que todos querem, nós também", afirma Galiotte. "Não comentamos situações que ainda não se concretizaram, mas se pudermos, porque não? É um grande jogador", admite.

Porém, segundo o presidente, o negócio só pode ser sacramentado por vias de empréstimo: "Repatriar é muito difícil.

Comprar um jogador que está na China é quase impossível no Brasil. Talvez por empréstimo a gente consiga fazer", completa. Lembrando que o jogador já foi especulado no clube em outras ocasiões.

Em contrapartida, Galiotte praticamente descartou a contratação de Keno, que se destacou pelo Palmeiras e atualmente joga no Egito: "Pelo que nos passaram é muito difícil que ele volte para o primeiro semestre. Talvez no segundo semestre ele volte", disse.

Outra prioridade é a manutenção do atacante Dudu, principal jogador do time e frequentemente assediado pelo futebol chinês.

Publicidade

Galiotte também falou sobre o assunto: "Tudo o que for possível, faremos para o Dudu ficar. Este ano já recebemos propostas importantes da China e conseguimos segurá-lo", afirma.

Outro nome muito especulado é o do atacante Hulk, que também atua no futebol chinês, mas a própria diretoria já admitiu a dificuldade em repatriar o atleta, apesar do desejo que o atleta já demonstrou em atuar pelo time do coração.

Além dos possíveis reforços, jogadores retornam de empréstimo. São os casos do Meia Raphael Veiga, campeão da Copa Sul-Americana pelo Athletico Paranaense, e Erik, que estava no Botafogo.

Renovação com a Crefisa/FAM fica para janeiro

Outra prioridade do Palmeiras é a renovação do contrato de patrocínio com a Crefisa/FAM. Devido as negociações já descartadas com a proposta da Blackstar, as conversas pela renovação com o atual patrocinador ficaram para janeiro. "Retomamos as negociações. Fizemos uma pausa para entender a outra proposta, que está encerrada. Voltaremos a negociar em janeiro. Esperamos renovar", disse o presidente.

A tendência é que o novo contrato dure 3 anos, período pelo qual Galiotte ficará na presidência do clube.

Publicidade

Os valores giram em torno de R$ 80 milhões anuais.