O Corinthians demonstrou interesse em contratar por empréstimo o zagueiro Manoel, do Cruzeiro, e estava na mira do clube paulista. Desde então se iniciou uma negociação pelo jogador. No entanto, em reuniões e conversas entre o empresário do zagueiro e diretoria do clube paulista, o clube alvinegro não concordou com as exigências feitas na tratativa. Dessa forma a negociação foi interrompida e a contratação pode não acontecer.

De acordo com o Corinthians, Manoel recebe um salário que o clube considera alto. O zagueiro ainda teria solicitado um "auxilio-moradia" para trocar a capital de Minas Gerais por São Paulo. Até a última quinta-feira (10), a negociação entre as duas equipes estava encaminhada para uma contratação bem sucedida, mas, segundo Leandro Quesada, comentarista dos canais Fox Sports, a mensalidade de R$ 500 mil com 100% dos vencimentos assustou a diretoria corintiana e o zagueiro não deve ser um reforço para a temporada de 2019.

A decisão do clube

No momento, o teto salarial do clube paulista é de R$ 420 mil. Sendo assim, o salário proposto pelo empresário do defensor cruzeirense ultrapassa esse valor. Apenas o goleiro Cássio e o lateral Fagner são exceções e recebem o salário maior do que o solicitado por Manoel. Restaria então as duas equipes aguardar uma diminuição nos vencimentos de Manoel para que o empréstimo fosse concretizado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Corinthians

A decisão de suspender o empréstimo de Manoel também aconteceu devido a busca por um novo zagueiro não ser uma urgência para o Corinthians, apesar de o clube ter encarado a oportunidade de tê-lo na equipe como ajuda positiva. Com 28 anos de idade, o jogador encerrou a temporada de 2018 no banco de reserva nas sombras de Léo e Dedé.

De acordo com site Lance, o Corinthians chegou até acordar com o ex-zagueiro Leandro Castan, que foi campeão do inédito título da Libertadores em 2012 pelo clube.

No entanto, o defensor não teve êxito em se desligar do Vasco, time atual do jogador. Com a aprovação do treinador Fábio Carille, naquele momento foi determinado que o clube corintiano apenas traria um novo zagueiro em casos de uma boa oportunidade de mercado para a equipe.

Ainda com a interrupção na contratação de Manoel, o time inicia a temporada de 2019 com o conjunto de defensores atual. No momento, a defesa do elenco do Corinthians é composta pelos zagueiros Henrique, ex-Palmeiras e mais experiente do setor defensivo, Léo Santos, Marllon e Pedro Henrique.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo