Com a aproximação da abertura da janela de verão europeia, os times brasileiros já começam a especular os nomes disponíveis ou negociáveis no mercado do Velho Continente. Com o São Paulo não é diferente, e o clube já negocia a contratação de um jogador que vestiu a camisa do Barcelona e está no Besiktas, da Turquia.

De acordo com informações publicadas pelo portal Globo Esporte, atendendo a um pedido do técnico Cuca, a diretoria são-paulina busca repatriar o lateral-esquerdo Adriano, de 34 anos.

Publicidade
Publicidade

Seu contrato com o clube turco termina no meio deste ano e ele chegaria ao Morumbi sem custos.

O jogador é um desejo antigo do treinador, com o qual mantém boa relação. Cuca, inclusive, já tentou trazer o jogador de volta ao Brasil na época em que dirigia o Palmeiras, mas naquela ocasião as conversas não evoluíram.

Caso queria fechar com o jogador, que não irá mais atuar na temporada europeia, a diretoria do São Paulo tem que agir rápido, uma vez que existem outros times interessados em sua contratação.

Em entrevista recente concedida do Globo Esporte, o próprio jogador relevou interesse de Flamengo e Corinthians. Além disso, em outras ocasiões ele foi sondado por Santos e Grêmio.

Depois de mais de uma década no futebol espanhol, tendo defendido nesse período Barcelona e Sevilla, o lateral chegou ao Besiktas em 2016. Na atual temporada fez 29 partidas, sendo 26 delas na condição de titular. Adriano costuma atuar tanto pelo lado esquerdo como também na lateral-direita.

Publicidade

Centroavante do Deportivo Cali é prioridade

Outro jogador no radar de Cuca e tratado por ele como prioridade é o centroavante Juan Dinenno, do Deportivo Cali, mas que pertence ao Racing. O clube da Argentina emprestou o atleta aos colombianos até o final do ano. O argentino atende as características que Cuca deseja, uma vez que se trata de um bom finalizador, que invade a área e tem bom cabeceio. O jogador tem 1,88 m de altura, o que permitiria ao time explorar as bolas longas na área.

No entanto, a aquisição do jogador pode ser complicada, uma vez que o Deportivo tem prioridade de compra e eles devem exercer esse direito, pagando os US$ 650 mil por 50% do atleta estipulados pelo Racing. Nesse caso, o São Paulo calcula que teria que desembolsar entre US$ 2 mi e US$ 3 mi para trazer o atacante.

Logo após a derrota para o Bahia, por 1 a 0, na noite desta quarta-feira (22), no duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, Cuca voltou a falar sobre a necessidade de a equipe contar com um finalizador.

Publicidade

“Faz falta uma referência, um pivô, para que você possa ter essa bola tabelada rápida”, disse o treinador em entrevista coletiva.

O São Paulo volta a jogar contra o Bahia pela Copa do Brasil já na próxima quarta-feira (29), no estádio da Fonte Nova, quando precisará vencer por dois gols de diferença para avançar. A vitória por um gol de diferença levará a decisão para os pênaltis. Os baianos jogam pelo empate.

Leia tudo