Segundo publicação do diário Sport nesta terça-feira, Barcelona e Neymar se aproximaram de um acordo. Isso porque o atacante brasileiro concordou em reduzir os seus vencimentos quase que pela metade, além de abrir mão de uma dívida pela sua passagem anterior. Caso isso seja aconteça, ambos firmariam um vínculo de cinco temporadas.

No último domingo, outro periódico, o Mundo Deportivo, já havia noticiado de que o Barcelona, para recontratar Neymar, teria oferecido 22 milhões de euros (cerca de R$ 95,5 milhões), o mesmo que ele recebia quando se transferiu com o Paris Saint-Germain, onde, desde 2017, recebe 36 milhões de euros, aproximadamente R$ 156,5 milhões anuais, equivalente a 3 milhões de euros (em torno de R$ 13 milhões) mensais.

Existem outras pendências a serem contornadas, dentre elas, a obrigatoriedade, exigida pelo Barcelona, de Neymar abrir mão de R$ 61 milhões anuais e retirar uma ação judicial contra o ex-clube por conta de € 26 milhões (cerca de R$ 113 milhões nos valores atuais) bloqueados. Se o atleta concordar com essas prerrogativas, o clube catalão irá procurar o Paris Saint-Germain para sacramentar o negócio.

Volta de Neymar domina as manchetes na Europa

Em um período sem jogos, a possível volta de Neymar ao Barcelona, como não deixaria de ser, dominou as manchetes nos jornais mais importantes do Futebol europeu. No último dia 22 de junho, o portal Globoesporte divulgou o resultado de um levantamento de alguns periódicos para ver a repercussão do assunto e ela foi enorme.

A negociação envolvendo o brasileiro e os catalães foi revelada pelo francês L'Equipe" no domingo, dia 16 de junho.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol PaixãoPorFutebol

Na ocasião, o periódico disse que o Paris Saint-Germain não faria qualquer oposição de liberar o atacante brasileiro, desde que fosse apresentada uma boa proposta. Na mesma semana, o presidente do clube francês, Nasser Al Khelaifi, concedeu uma entrevista a qual chamou a atenção pelo tom mais duro com o jogador.

"Quero jogadores dispostos a dar tudo para defender a honra da camisa e participar do projeto do clube.

Aqueles que não querem, ou não entendem, nós vemos e conversamos uns com os outros. É claro que há contratos a serem respeitados, mas a prioridade agora é a total adesão ao nosso projeto", declarou o mandatário, acrescentando.

"Não estão lá para agradar a si mesmos. E, se não concordarem, as portas estão abertas. Tchau! Eu não quero mais ter nenhum comportamento de celebridade no time", complementou.

A única exceção da cobertura do assunto Neymar-Barcelona aconteceu em Madri. Na capital espanhola, o brasileiro foi preterido pela apresentação de Rodrygo e Mendy ao Real Madrid, pelo acerto de Marcos Llorente e João Felix ao Atlético de Madrid e até pela vitória do Real Madrid sobre o Barcelona no campeonato espanhol de basquete masculino.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo