O ex jogador do Atlético de Madrid, de 34 anos, foi apresentado nessa sexta-feira (09) no seu novo clube, junto com o diretor-executivo Raí, o superintendente de relações institucionais, Diego Lugano e Alexandre Pássaro, gerente de Futebol.

Juanfran irá vestir a camisa número 20 e deu sua versão em escolher o time do Morumbi: “Fiquei muitos anos na Europa, conquistei tudo que podia, só faltou a Champions, que conquistei dois vices. Fui campeão com a seleção, que é algo grande. Quando surgiu a oportunidade do São Paulo, não pensei um minuto.

Para mim, é o melhor das Américas”.

O jogador fez elogios ao futebol brasileiro, comparando-o com o europeu. Disse que os times sul-americanos hoje já podem competir com os times do velho continente.

Juanfran também comentou a respeito de Raí e disse que o viu jogar no Paris Saint Germain: " — Desde pequeno eu via o Raí jogar no PSG, a história de que ganharam do Barcelona no Intercontinental".

Sonho

O lateral espanhol falou do seu sonho em jogar em um outro país e agradeceu o time do Morumbi por ter dado essa oportunidade.

Disse querer ser não só um exemplo de jogador para as crianças brasileiras, mas sim exemplo de pessoa.

Por que o São Paulo?

Juanfran escolheu o São Paulo FC e o Brasil a ganhar altos salários nos Estados Unidos e Catar. Essa foi a escolha do lateral espanhol Juanfran ao assinar com o clube brasileiro até o final de 2020. Não foi por falta de mercado, já que o time norte-americano Chicago Fire e clubes do Catar ofereceram salários bem maiores do que ele ganhará por aqui.

De acordo com o UOL, mm dos motivos para que Juanfran escolhesse o São Paulo seria a oportunidade de jogar torneios da América do Sul (como a Libertadores, por exemplo) mesmo com o jogador acostumado a competir nas maiores ligas de futebol do planeta. Se ele optasse pelo país da América do Norte ou do asiático, o campeonato que disputaria não teria o mesmo equilíbrio e emoção. Um outro fator que o ajudou a optar pelo clube do Morumbi, foi o superintendente de futebol do São Paulo, o uruguaio e ídolo tricolor Diego Lugano.

Com uma ajuda do conterrâneo e zagueiro que atua no campeonato espanhol, Diego Godín, que aproximou ambos os lados e fez com que o ex zagueiro são paulino apresentasse a Juanfran o projeto tricolor, mostrando os pontos positivos de sua transferência para o Brasil.

Outro fator importantíssimo nessa união foi a contratação do lateral da seleção brasileira Daniel Alves, mostrando que o investimento pesado era uma clara demonstração de montagem de um elenco forte para disputa de títulos.

Não perca a nossa página no Facebook!