A derrota do Brasil para a Argentina por 1 a 0 ainda deve render novos capítulos ao longo da semana. Isso porque, com uma partida bastante morna, Tite deverá ser questionado sobre o padrão tático montado para a Seleção Brasileira, bem como os motivos que levam a equipe a desempenhar um Futebol tão abaixo.

Contra a Argentina, o Brasil teve a oportunidade de sair na frente, com um pênalti marcado sobre Gabriel Jesus, que ele mesmo bateu, mas acabou errando. Logo depois ao pênalti desperdiçado pelo Brasil, foi a vez da Argentina ter uma penalidade máxima assinalada no craque Lionel Messi, que bateu -- e até viu Alisson pegar --, mas, como rebateu para o meio da pequena área, Messi conseguiu chegar antes do goleiro, e colocar a bola no fundo das redes no rebote.

Foi exatamente Lionel Messi, do Barcelona, o grande protagonista do jogo. Contudo, não pelo fato de ter marcado o gol da vitória da seleção argentina sobre o Brasil, mas por ter protagonizado uma discussão à beira do campo com o técnico Tite, do Brasil.

Tite revela bate-boca com Messi

Durante a entrevista coletiva, Tite revelou que teve, sim, uma discussão à beira do campo com o craque argentino. Em imagem captada pelo repórter cinematográfico Jordi Bordalba, é possível notar o momento que Messi coloca o dedo indicador sob os lábios e faz sinal com a palma da mão, pedindo que o técnico brasileiro ficasse quieto.

O Twitter oficial do Globoesporte compartilhou as imagens do repórter Bordalba em seu perfil na rede social. Confira!

Tite, no entanto, disse que respondeu na mesma moeda, e mandou Messi calar a boca.

Segundo o treinador, a arbitragem foi benevolente com o craque argentino, já que, na sua visão, ele deveria ter sido advertido com cartão amarelo por sua conduta anti-desportiva.

Além disso, o treinador brasileiro destacou que não viu penalidade em Messi, no lance junto de Alex Sandro, que culminou no pênalti para a albiceleste, que até foi defendido por Alisson, que, na rebatida, acabou espalmando nos pés do craque argentino, que não perdoou a falha do goleiro do Liverpool.

Segundo Tite, a reclamação dele foi com o árbitro, por não ter dado um cartão amarelo a Messi. Imediatamente, o craque argentino o mandou calar a boca. Tite não deixou barato, e respondeu na mesma moeda. "Depois eu mandei ele calar a boca", disse Tite. "E acabou", finalizou o técnico, colocando panos quentes na discussão à beira do gramado.

Ao fim de sua fala, o treinador brasileiro fez questão de destacar a postura da seleção argentina, mas ponderou que, na próxima vez, "o árbitro precisa ser grande, se não ele te engole", disse o técnico.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!