Corinna, esposa de Michael Schumacher, sempre exigiu que o estado de Saúde do marido fosse tratado com sigilo. O ex-piloto da Fórmula 1 se acidentou há seis anos, enquanto esquiava.

Em um raro depoimento dado por Corinna, ela contou que criou uma página no Facebook em homenagem a Schumacher. A página se chama Keep Figthing Michael (Continue Lutando Michael). A esposa do ex-piloto deu a entender que ele está se recuperando aos poucos.

"Grandes coisas começam com pequenos passos. Muitas partículas pequenas podem formar um enorme mosaico. Juntos, vocês são mais fortes, e é exatamente assim que as forças combinadas do movimento KeepFighting facilitam o incentivo a outras pessoas", disse Corinna.

Relembre o acidente de Schumacher

Em 2013, Michael Schumacher já era heptacampeão da Fórmula 1. Mas um acidente trágico acabou com a carreira do piloto. Michael estava na França, onde foi esquiar nas pistas dos Alpes Franceses, e, enquanto descia, caiu e bateu com a cabeça.

Desde o acidente de Schumacher, pouco se sabe sobre o real estado de saúde do ex-piloto. Michael e sua esposa Corinna vivem na Suíça, em uma mansão cercada por câmeras de segurança e são poucas as pessoas autorizadas a entrar.

Felipe Massa é uma das pessoas autorizadas a visitar, mas ele, por respeito à vontade da esposa do ex-piloto, nunca fala sobre o assunto.

Desde o acidente, a família, os amigos e até a imprensa internacional parecem ter feito um acordo de silêncio sobre a saúde do piloto.

A última informação sobre o estado de Schumacher foi em 2014, quando a assessoria divulgou uma nota na qual dizia que ele entrava e saia de momentos de lucidez, e depois disseram que ele havia saído do coma e estava em sua mansão. Depois disso, nunca mais se ouviu falar sobre o estado de saúde do ex-piloto.

Filho de Schumacher não fala sobre o pai

O filho do ex-piloto, assim como toda a família, não costuma falar sobre o estado de saúde de Michael. O menino já foi campeão da F-3 Europeia, em 2018, e se prepara para a F-2 em 2020.

Na família de Schumacher a privacidade é algo claramente importante, tanto que o filho Mick não usa o sobrenome do pai no esporte.

Quando ele decidiu entrar para o Kart, adotou o sobrenome da mãe, Corinna Bestch.

Mesmo sendo um desejo da família, a privacidade abriu a janela das fake news no caso. A família do ex-piloto já ganhou na Justiça vários processos contra jornais que publicaram falsas notícias sobre o caso.

Entre os poucos que podem visitar Schumacher, estão Felipe Massa, Jean Todt e Ross Brawn. O caso de Schumacher é o mais misterioso da Fórmula 1, os fãs e jornalistas respeitam a vontade da família de manter a privacidade do tratamento.

Mas o ex-piloto também era assim antes de sofrer o acidente, ele sempre deixou uma linha clara separando sua profissão da sua vida familiar.

Siga a página Saúde
Seguir
Siga a página ESports
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!