O Grêmio deve oficializar a ida de Thonny Anderson para o Red Bull Bragantino nos próximos dias. Com o negócio bastante encaminhado, o meia deve rumar para o novo clube, e assim disputar a Série A do Brasileirão de 2020 pela equipe recém-promovida, e que promete incomodar os grandes.

Mesmo relutante, o Grêmio cedeu às investidas da equipe paulista, bem como o desejo do atleta em rumar para novos desafios na carreira, visando uma maior chance de jogar, uma vez que a concorrência no Grêmio seria bastante difícil para o atleta, que goza do técnico Renato Portaluppi uma maior identificação com a posição de falso 9, e não como meia articulador, sua então posição de origem.

Negociação entre Grêmio e Red Bull Bragantino

Para as partes envolvidas, a negociação é dada como praticamente sacramentada, uma vez que os valores foram dispostos à mesa e agradaram a diretoria do Grêmio. Contudo, o Tricolor Gaúcho fez jogo duro para liberar Thonny Anderson, uma vez que exigiu manter um percentual do atleta para uma venda futura.

O jovem, de apenas 21 anos, tem um futuro bastante promissor, e é visto muito bem pelos dirigentes do Tricolor. Apesar do Grêmio não ter interesse inicial em negociar o atleta, a investida forte do Red Bull Bragantino brilhou os olhos do meio-campo, que viu uma oportunidade de ter maiores chances de jogar em 2020.

Quanto aos valores da negociação, estima-se que o Grêmio, inclusive, receberá em euros, e o valor gira em torno dos 3 milhões de euros (cerca de R$ 13,6 milhões) pelos direitos do meio-campista, mas ficará com 15% em uma futura venda do atleta para outro clube.

Assim, o Red Bull Bragantino ficará com 35% dos direitos federativos de Thonny, enquanto o Cruzeiro manterá o seu percentual já existente desde a negociação sacramentada junto ao Grêmio no final de 2018.

Thonny Anderson: do brilho em 2018 ao empréstimo em 2019

O garoto chegou ao Grêmio no início de 2018, junto do atacante Alisson. Assim como o ex-companheiro de Cruzeiro, Thonny começou o ano agradando muito nos primeiros jogos, sobretudo quando atuava atrás do centroavante, como um camisa 10 clássico.

Entretanto, o jogador acabou perdendo espaço, sobretudo com a chegada de André ao Tricolor, sendo preterido pelo técnico Renato Portaluppi, e muitas vezes utilizado como centroavante (ou um Falso 9). Em baixa, rumou para o Athletico Paranaense em 2019, onde teve certo destaque como um 12º jogador da equipe.

Thonny Anderson chegou ao Grêmio em uma troca envolvendo o lateral-direito Edílson, e, ao final de seu empréstimo, foi adquirido pelo Grêmio por R$ 500 mil.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Grêmio
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!