Cada vez mais identificado com o Flamengo, o técnico Jorge Jesus disse em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (20), véspera da decisão do Mundial de Clubes com o Flamengo, que trocaria o Rubro-Negro por apenas cinco times da Europa. Os nomes dessas equipes, no entanto, não foram revelados pelo português.

“Eu abro a minha mão e vejo cinco possibilidades de Europa”, disse Jesus sobre o mercado de trabalho que enxerga para ele. “Se não forem esses, nem adianta procurar que não vou”, sentenciou o treinador.

O técnico segue trabalhando em um novo contrato com o Flamengo, que seria válido até o final do ano que vem, e uma das cláusulas determinaria a liberação do treinador em caso de propostas de algumas equipes pré-estabelecidas.

Já com relação à disputa do título contra o Liverpool, Jesus diz que espera vencer o torneio para que daqui alguns anos as pessoas enxerguem o Flamengo mundialmente não apenas como de grande torcida, mas também grande desportivamente.

Jorge Jesus também elogiou o técnico adversário, Jürgen Klopp. Para o treinador rubro-negro, o alemão está recuperando o prestígio que o Liverpool tinha no passado e até traçou um paralelo entre as equipes neste quesito. “Os dois clubes estão recuperando o prestígio internacional.”

Mas as comparações não pararam por aí. Para o treinador flamenguista, não há como competir com os europeus no nível das contratações. "O Flamengo consegue contratações de um bom nível no Brasil, mas não há comparação”, analisou. “Os europeus têm os melhores jogadores do mundo”, seguiu Jesus, apontando que o Flamengo não tem os melhores jogadores do mudo, mas possui bons jogadores.

Klopp está ansioso para o duelo

Os elogios também vieram por parte do time inglês. Em sua entrevista coletiva, Jürgen Klopp afirmou que após assistir alguns vídeos, viu que a equipe brasileira é muito organizada.

“Sei o que esperar do Flamengo. É um estilo muito organizado”, disse o alemão. “É um time muito bem estabelecido, todos sabem o que precisam fazer”, seguiu.

Klopp disse ainda que o técnico Jorge Jesus mudou a sorte e outras coisas desde que chegou ao time e apontou para o fato de ser uma equipe que não está acostumada a perder.

Os elogios também foram estendidos a Gabriel e Bruno Henrique e apontou que as duas equipes têm as mesmas chances de saírem vencedoras no sábado. Perguntado se Gabriel teria lugar em seu time, ele preferiu se esquivar.

“Eu amo meu time e não penso muito em quem teria lugar no meu time”, falou.

Klopp ainda chamou a atenção para o fato de nunca ter enfrentado uma equipe brasileira antes, mas lembrou também que o Flamengo nunca encarou um adversário como o Liverpool. “Estou ansioso para saber como será.”

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Flamengo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!