O Red Bull Bragantino está bem perto de anunciar a contratação de mais dois reforços para a temporada de 2020, mas ainda segue sem treinador, após a ida de Antônio Carlos Zago para o futebol japonês.

Um dos novos nomes que devem chegar à Bragança Paulista nos próximos dias é o atacante Artur. O jogador de 21 anos pertence ao Palmeiras, mas foi um dos destaques do Bahia na última edição do Campeonato Brasileiro.

De acordo com o portal GloboEsporte.com, o time, agora gerido pela companhia austríaca de energéticos, já chegou a um acordo com o Verdão, restando apenas a assinatura do contrato para que o negócio seja oficializado.

A equipe da capital receberá R$ 25 milhões por 70% dos direitos do jogador que possuía. O atleta nem aparece mais na relação de atletas palmeirenses para 2020.

Outros dois fatores também contribuíram para a concretização do negócio. Um deles foi a necessidade do Palmeiras de diminuir os prejuízos na temporada. Também pesou para sua saída o fato de o jogador aparecer em uma foto nas redes sociais vestindo a camisa do Flamengo. Na ocasião, ele se desculpou e disse que tudo não passava do pagamento de uma aposta feita com amigos de Fortaleza.

Artur foi revelado nas categorias de base do próprio Palmeiras e chegou a fazer parte do elenco em algumas temporadas, mas não conseguiu se firmar no time titular, tendo feito apenas nove partidas. Esse baixo número de jogos deve-se muito às contusões que ele sofreu.

Em janeiro do ano passado, ele foi emprestado ao Bahia, clube em que finalmente conseguiu fazer uma boa temporada e seu Futebol chamou atenção.

Grêmio aceita proposta

Outro jogador que deve se apresentar ao Red Bull Bragantino nos próximos dias é Thonny Anderson, 21 anos. Ele se destacou na temporada passada vestindo a camisa do Athletico Paranaense, mas seus direitos pertencem ao Grêmio, que já aceitou a proposta feita pelo Massa Bruta.

O portal Globo Esporte apurou que restam apenas detalhes para que haja o anúncio oficial, e seu contrato terá validade de quatro temporadas. Os detalhes da negociação não foram revelados, mas era desejo da diretoria do clube paulista adquirir 50% dos direitos econômicos que pertenciam ao time de Porto Alegre.

Procura-se um técnico

Com a ida de Antonio Carlos para o Kashima Antlers, do Japão, o Bragantino agora está atrás de um novo treinador.

A saída de Zago não foi muito bem digerida pelo clube e se criou até um atrito.

Nesta quinta-feira (2), os dirigentes do Massa Bruta alegaram que foram pegos de surpresa com a notícia e que a multa rescisória ainda não havia sido paga.

Os advogados do treinador rebateram as declarações do clube e reforçaram que os dirigentes haviam sido comunicados e que a multa rescisória seria paga.

De acordo com os advogados, o contrato de Zago era válido até 31 de dezembro de 2020, porém o clube diz que tal vínculo seria estendido automaticamente por mais um ano, em caso de acesso do clube à Série A do Campeonato Brasileiro.

Siga a página Futebol
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!