A irmã do técnico do Santos, Jesualdo Ferreira, morreu na última segunda-feira (27), vítima de um incêndio que atingiu o prédio em que ela morava em Mirandela, em Portugal. Maria Manuela Ferreira tinha 80 anos e morava sozinha.

De acordo com informações passadas pelo Corpo de Bombeiros, a vítima chegou a sair do local do incêndio com segurança, mas retornou para pegar buscar as chaves que abririam a entrada principal do prédio. Quando os bombeiros chegaram já a encontraram desacordada na porta de seu apartamento.

“Quando desceu, não encontrou as chaves para abrir a porta de entrada e voltou”, disse a dona de um restaurante que fica a poucos metros do prédio.

Ela chegou a ser levada com vida para uma unidade hospitalar, mas morreu cerca de uma hora depois. As autoridades locais estão investigando as causas do incêndio.

A esposa do técnico santista postou em suas redes sociais uma foto acompanhada da cuinhada e lamentou a fatalidade. “Há dias nas nossas vidas em que não devíamos acordar. Não é justo”, escreveu na legenda.

O Santos também usou de suas redes sociais para lamentar o falecimento da irmã de seu treinador. “A nação santista está com você, professor”, encerrava a postagem.

Por conta do novo coronavírus, Jesualdo este em isolamento domiciliar em Santos e ainda não se pronunciou sobre a perda da irmã.

Santos impedido de contratar

A compra do zagueiro Cléber Reis junto ao Hamburgo da Alemanha ainda segue rendendo uma grande dor de cabeça para a diretoria do Santos.

O alvinegro ainda deve para o clube alemão a quantia de 2,5 milhões de euros, que ao ver que seria complicado receber o montante foram à FIFA. A entidade, por sua vez, proibiu o Peixe de fazer contratações.

O time brasileiro não possui caixa para quitar esse valor à vista e uma das saídas que a diretoria tentará será emprestar atletas para os germânicos e dessa forma ir abatendo o valor que é devido.

Enquanto o time não chega a um acordo com o Hamburgo, segue impedido de trazer novos reforços.

Cléber Reis foi contratado pelo Santos 2017, mas nunca conseguiu se firmar no time, tendo feito apenas dez jogos e acumulando empréstimos para Paraná Clube, Coritiba e Oeste. Atualmente ele está emprestado para a Ponte Preta e seu contrato com o Santos vai até janeiro de 2022.

Outro time que também está cobrando o Santos é o Atlético Nacional, da Colômbia, que cobra dos santistas o pagamento de duas parcelas referentes à compra do zagueiro Felipe Aguilar. De acordo com o time do país vizinho, o débito dos santistas é de 774 mil dólares. Apenas uma das três parcelas, no valor de 387 mil dólares, foi paga pela diretoria alvinegra aos colombianos. As outras duas venceram em dezembro e março.

Siga a página Santos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!