O jogador Cazares foi mais uma pessoa a testar positivo para o novo coronavírus. Mas antes da confirmação que estava com a Covid-19, o meia do Atlético Mineiro não parecia muito preocupado com o isolamento social. No mês passado o jogador promoveu nada menos que três festas em sua casa. Antes ele já havia participado de uma pelada com direito a transmissão ao vivo pelas redes sociais.

O último desses eventos, ocorrido no dia 15 de maio, foi alvo da denúncia de vizinhos. Segundo informações passadas por Henrique Melo, diretor de Regulação Urbana de Lagoa Santa, até mesmo uma van foi utilizada para transportar convidados vindos de outra cidade.

Por conta dessa festa, o equatoriano será multado pela vigilância sanitária em 130 mil reais.

Ainda de acordo com Henrique Melo, várias pessoas que estiveram na festa do jogador procuraram postos de saúde e todos foram orientados a ficar de quarentena. Além disso, o livro de visitas do condomínio onde ele mora será consultado e todas as pessoas que estiveram na casa dele serão procuradas e serão acompanhadas de perto. Funcionários do jogador também serão monitorados.

A assessoria de imprensa do Atlético Mineiro divulgou no último domingo (31) que o jogador testou positivo para Covid-19. Os exames foram realizados no dia anterior e ele apresentava quadro assintomático. Ele foi afastado das atividades do clube e está com acompanhamento médico.

As festas de Cazares

De acordo com prefeitura da cidade de Lagoa Santa, a primeira festa promovida pelo jogador atleticano ocorreu no início do mês passado. A prefeitura o notificou, mas uma semana depois ele voltou a promover aglomeração de pessoas em seu condomínio e então foi multado. A última festa ocorreu no sábado (30), no mesmo dia em que ele fez o teste que acusou positivo para a Covid-19.

O caso foi para na Polícia Civil, que irá instaurar um procedimento investigativo para apurar as circunstâncias. O atleta poderá ser responsabilizado criminalmente.

Pelada transmitida ao vivo pela internet

A primeira da série de polêmicas envolvendo o jogador ocorreu em 5 de maio, quando ele furou a quarentena para jogar uma partida de Futebol, contrariando as orientações dos órgãos de saúde.

Ele, juntamente com o venezuelano Otero, fora, filmados jogando em uma quadra de Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O local, de acordo com decreto da prefeitura, não poderia estar aberto.

O Atlético, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que fará a apuração dos fatos para que sejam tomadas medidas cabíveis. Os representantes do atleta afirmaram que nem eles, e nem o próprio Cazeres, se pronunciarão sobre o assunto.

Siga a página Futebol
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!