O Grêmio empatou por 2 a 2 contra o São Luiz de Ijuí na noite desta quarta-feira (31). Em confronto válido pelo Gauchão, o Grêmio fez o seu grande teste para as partidas diante do Internacional e do Independiente Del Valle na próxima semana. Contudo, o confronto não foi nada animador para o Tricolor, que viu seus medalhões serem os principais pontos de falhas nos gols do São Luiz.

Já os meninos da base não só corresponderam mais uma vez, como também garantiram os dois gols do empate que coloca o Grêmio na vice-liderança do Campeonato Gaúcho, atrás apenas do rival Internacional.

O próximo confronto do Tricolor é justamente contra o Inter, no sábado (3), às 22h15, na Arena do Grêmio. O Tricolor deve mandar um time misto a campo pensando na partida válida pela Libertadores, no Equador.

Grêmio de 'veteranos' vai mal

O Grêmio foi a campo com um time recheado de meninos da base, mas reforçado com jogadores da equipe profissional. Experientes, dariam o estofo necessário para os jovens se soltarem e mostrarem o seu potencial esperado. Contudo, não foi bem assim.

Na lateral-direita, Victor Ferraz foi envolvido por Paulinho e acabou sendo um dos pilares responsáveis por um dos gols da equipe do São Luiz. Marcando pouco e indo à frente esporadicamente, teve uma atuação abaixo da média, o que demonstra que não deve ser aproveitado ao longo da temporada, uma vez que o Tricolor conta com Rafinha e Vanderson para a posição.

Outro nome que é criticado pelos torcedores é o de David Braz, que fez mais uma partida abaixo da média. Perdeu combates importantes com o atacante Gustavo Xuxa, o que acabou ocasionando vários perigos de gol para o Grêmio, que tinha em Brenno, o novo titular, o destaque.

Na linha de defesa, Cortez foi o que mais teve dificuldades.

Desde o início do ano o jogador mostra já não ser mais o ótimo lateral de 2017 e 2018. Com um 2019 já abaixo e um 2020 na reserva, Cortez chega a 2021 com claras deficiências técnicas e físicas. No alto de seus 34 anos, o importante jogador na fase gloriosa do Grêmio transforma o lado esquerdo de defesa em um corredor livre para os adversários.

Por fim, a má atuação dos veteranos é completa com Éverton Cardoso, atacante que veio do São Paulo. O jogador não correspondeu desde que chegou ao Grêmio e, na partida contra o São Luiz não foi diferente. Lento, burocrático e de pouco intensidade, o jogador sucumbiu à marcação da equipe do interior.

Grêmio tem melhora com meninos

Se os veteranos não conseguem tomar o papel de protagonista, coube aos meninos liderar a equipe para arrancar um empate na reta final de jogo e assim garantir a vice-liderança. Desde o goleiro Brenno, passando por Heitor até Léo Pereira, os meninos se saíram bem.

A exceção fica para Victor Bobsin e Elias Manoel, que faziam a sua estreia como titulares no profissional.

Ainda verdes, os jogadores tiveram dificuldades nos posicionamentos e não conseguiram render o esperado. Entretanto, o caso é justificável, pois evolução faz parte do processo de egresso das categorias de base.

Os destaques, principalmente, ficam para Brenno, Darlan, Léo Pereira e Léo Chu. O novo titular do gol do Grêmio evitou que a derrota acontecesse, sendo bastante exigido. Já Darlan orquestrou o meio-campo, distribuiu bolas e fez o time acelerar nos ataques.

Léo Pereira e Léo Chu, autores dos gols do Grêmio, foram as válvulas de escape no ataque. Com Everton Cardoso pouco inspirado, coube aos meninos fazer o diferente e partir para cima dos adversários. No final, foram os meninos que carregaram os veteranos em mais um ponto conquistado no Campeonato Gaúcho pelo Grêmio.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Grêmio
Seguir
Siga a página Opinião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!