O Palmeiras ganhou um inesperado problema fora de campo nesta semana. A equipe do Nacional do Uruguai acionou o clube brasileiro na Fifa pedindo o pagamento de mais uma porcentagem referente ao lateral Matías Viña. O clube uruguaio pede mais 7,5% sobre seus direitos econômicos.

Essa porcentagem reclamada pelo Nacional estava prevista em contrato, onde existe uma cláusula que diz que em caso de o jogador fazer 33 jogos pelo Palmeiras, o Verdão teria que ficar com o jogador em definitivo.

A diretoria palmeirense já havia sinalizado o interesse em permanecer com o atleta, mas havia pedido um prazo para pagamento e que ele fosse feito em parcelas.

O pedido se deu por conta da preocupação que os dirigentes do time paulista vem tendo com o fluxo de caixa em razão da queda de receitas provocadas pela pandemia.

Antes de oferecer um parcelamento ao Palmeiras, os dirigentes do Nacional procuram a Fifa, o que causou espanto na diretoria alviverde, que agora disse que o clube terá que entrar na fila de processos para receber o que tem direito. A espera teria sido menor se eles tivessem vindo conversar com o clube antes de acionar a entidade máxima do Futebol.

Em 2020 o Nacional já havia reclamado o não pagamento de uma parcela da transferência do jogador, avaliada em 1,5 milhão de euros, mas as diretorias chegaram a um acordo para a quitação da pendência.

Verdão foi pego de surpresa

André Sica, advogado do Palmeiras, disse compreender o desespero financeiro que o time uruguaio atravessa, mas que teria sido melhor ter vindo conversar antes de ter ido à Fifa como meio de coerção de maneira despreparada.

"A gente [o Palmeiras] entende completamente o desespero do Nacional pelo pagamento", disse o advogado.

"Como a escolha foi por usar a Fifa, o Nacional terá de esperar e entrar na fila de processos agora", seguiu.

Sica disse ainda que no momento não há qualquer risco do Palmeiras sofrer qualquer punição que lhe possa deixar impedido de registrar novos jogadores. "A chance [de perder registros] é zero. Isto nunca aconteceu no Palmeiras e não vai acontecer tão cedo", falou.

Vantagem na Recopa

Vencedor da Copa Libertadores da América de 2020, o Palmeiras iniciou nesta quarta-feira (7), na Argentina, a disputa do título da Recopa Sul-Americana e com gols de Rony e Gustavo Scarpa bateu o Defensa y Justicia, vencedor da Copa Sul-Americana, pelo placar de 2 a 1. O único gol do time argentino foi anotado por Romero.

As equipes voltam a se encontrar na próxima quarta-feira (14), para o jogo de volta. Por conta das restrições a partidas de futebol no estado impostas pelo governador João Doria (PSDB), o jogo será realizado no estádio Mané Garrincha, palco da Supercopa do Brasil, que acontece neste domingo (11), quando o Verdão encara o Flamengo.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Palmeiras
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!