É fã de Harry Potter? Ou da série Game of Thrones? Antes de ser apenas um animal mitológico, o dragão, que está presente no filme e série citados, está na moda na área dos cosméticos. Sangue de dragão é o nome da seiva da árvore chamada de dragoeiro e que tem sido o ingrediente da vez, usado nos principais cosméticos de Beleza.

Esta seiva é um conhecido e tradicional ingrediente tradicional da medicina indígena dos povos amazônicos e que tem como principal benefício a ação anti-inflamatória.

E também possui alta concentração de antioxidantes, que beneficiam tanto a pele, quanto a saúde.

A propriedade antioxidante do sangue de dragão tem atraído a atenção dos grandes laboratórios que têm sua produção focada em produtos antienvelhecimento. O sangue de dragão é usado para estimular o colágeno e, desta forma, amenizar rugas e flacidez.

Segundo os laboratórios, o uso contínuo de cosméticos com o sangue de dragão, mostra resultados em algumas semanas.

O ingrediente também é eficiente no combate a infecções cutâneas e na cicatrização de feridas. Este é usado também para hidratar e deixar a pele mais uniforme e tem uma leve proteção contra raios UV.

No Brasil, ainda não se encontra produtos cosméticos com este ingrediente, mas é possível encontrá-lo em farmácias de manipulação na versão gotas. Para quem deseja usar e usufruir dos benefícios deste ingrediente, pode usar esta versão em gotas por um prazo máximo de 30 dias.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Tendências

O uso mais prolongado pode trazer reações adversas.

A seiva é encontrada no dragoeiro, uma vegetação típica da Amazônia, Peru, Colômbia e Equador. A resina possui a cor vermelha intensa e além de tratamento da pele, possui propriedades que podem ajudar no tratamento contra úlcera gástrica, pois ajuda a reconstruir a estrutura do estômago. É também um antisséptico e antiviral natural, pois ajuda a inibir o desenvolvimento de alguns tipos de vírus.

Entre os vírus que a resina mostrou ser eficaz estão: hepatite, herpes e influenza. Além de ajudar a combater as diarreias comuns e alguns tipos de infecções.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo