Muitas mulheres no mundo sãoinsatisfeitas com o tamanho de seus seios pequenos e sonham em ter aqueles seios fartos que deixam qualquer um babando, mas grande parte dessas mulheres têm medo de se submeterem a uma cirurgia de colocação de prótese, que não é nada saudável e pode ser perigosa, ou então não possuem condições financeiras para isto.Se você é uma dessas muitas mulheres e fica com a auto-estima lá embaixo pelo pouco volume dos seus seios, fique tranquila. Aqui você vai ver algumas dicas de quais plantas ajudam a aumentar o tamanho dos seios e a sua auto-estima.

1. Feno-grego

É uma poderosa erva originária da Grécia. O segredo dessa erva está em umasubstância chamada diosgenina, que ajuda a estimular o reforço do tecido mamário.Ele pode ser encontrado em lojas que vendem temperos e especiarias. Basta colocá-lo em um recipiente com água durante a noite toda e no dia seguinte passar esta água nos seios, massageando.

2. Erva-doce

Durante séculos as mulheres usaram a erva-doce com compostos de fitoestrogênio que estimulam o crescimento dos seios e também a produção de leite em mulheres que estão amamentando.Neste caso é recomendado que o consumo desta planta seja com saladas ou na forma de chá.

3. Alcaçuz

Originário da Europa Meridional, possui uma rica composição química que lhe proporcionam grandesbenefícios.A raiz dessa planta possui diversas atividades terapêuticas, até mesmo a de aumentar a fertilidade. Além disso, contém os mesmos benefícios da erva-doce.Geralmente é consumida após fervê-la por 10 minutos e coar.

4. Sementes de anis

Esta é originária da China e rica em substâncias como o estrogênio, que fazem acelerar o crescimento e melhoram a aparência dos seios.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Saúde

Esta semente pode ajudar também no tratamento de infertilidade.Ferva 1 litro de água com 1 colher de chá de anis. Basta tomar três vezes ao dia durante sete dias.

Vale lembrarque as dicas citadas acima não substituem a consulta de um especialista. Consulte sempre o seu médico para tirar as dúvidas e ter oresultado mais desejado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo