O Ceará, assim como outros municípios que compõem a região Nordeste já há bastante tempo, enfrentam uma situação de seca perene.Esta situação pode ser alterada, caso os estudos sobre a existência de água no subsolo do estado possa continuar a ser confirmada.

Segundo dados publicados pelo jornal O Povo, o Ceará possui cerca de quatro locais que são acumuladoras de um grande volume de água em seu subsolo.

São elas: A serra da Ibiapaba, a Chapada do Apodi, a do Araripe e o conjunto de Dunas e Barreiras localizado no litoral cearense. A principal característica destas formações é presença de um solo de aspecto espesso e sedimentar. Ele apresenta uma porosidade e por este detalhe, é capaz de reter um volume de água grande, ao contrário dos outro locais, cujo solo é cristalino.

Ainda de acordo com a geóloga e analista de Recursos Hídricos, Claire Anne Viana de Sousa, a capacidade de formação deste partes, que acumulam bastante água, está na  formação dos mesmos que  vem de milhares de anos.

Ela cita o exemplo do Cariri, cuja região, no passado era formado por um grande oceano. Segundo a especialista, a região de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha já possuem poços há bastante tempo. Toda a água que cai na terra em todo o Ceará, acaba por vim parar na região do Cariri. A geóloga afirma que a vazão nesta região chega de ser em torno de 100 metros cúbicos por hora, o que representa uma volume muito grande. 

Os outros locais possuem características próprias, o que diferencia  uns dos outros.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo Negócios

Por exemplo, na serra da Ibiapaba, o solo é mais arenoso, por causa dos depósitos trazidos ao longo dos anos com as chuvas. A água no subsolo tende a correr em direção ao Piauí. Neste caso, o volume de água acumulada tende a ser menor. Na chapada do Apodi, existe uma prevalência de solo mais calcário. Foi assim que foi formada a gruta de Ubajara, principalmente quando a chuva acontece. Entretanto, a fonte da água fica mais próxima da superfície, o que favorece  a sua evaporação.

A reposição, no entanto, é contínua e mais rápida, o que não deixa que haja uma diminuição nos níveis circulantes.

Na faixa litorânea do Ceará, temos as falésias uma grande formação de dunas e de falésias, como por exemplo, as de Canoa Quebrada. Neste local, há um acúmulo muito grande de água.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo