Um vídeo em homenagem ao professor de física, Lenim Almeida, que leciona na Escola Estadual Professora Telina Barbosa da Costa, localizada no bairro Messejana, em Fortaleza, viralizou na web e tornou-se um dos assuntos mais comentados nas redes sociais e nos grupos de WhatsApp desde o início desta semana. Alunos reuniram-se e decidiram prestar apoio ao professor na última segunda-feira (23), recebendo-o na escola com aplausos e abraço coletivo após imagens do educador terem sido expostas nas redes sociais sob acusação de fazer militância política em sala de aula.

Entenda o Caso

Na sexta-feira (20), a vereadora Priscila Costa (PRTB-CE) compartilhou publicamente em seu perfil no Facebook, uma postagem em que expõe uma foto do professor Lenin em sala de aula usando uma camisa onde se lê "Eleição sem Lula é fraude!".

Na legenda da foto postada, a vereadora, que é uma das defensoras do Projeto de Lei conhecido como 'Escola Sem Partido', acusa veementemente o professor com as palavras "Escolas de Fortaleza sendo usadas como palanque para militantes travestidos de professores!".

A repercussão da postagem foi imediata e os comentários dividiram-se entre mensagens de apoio a vereadora e contrárias.

Porém, o professor que viu sua imagem, nome e profissionalismo postos em xeque, recebeu uma grande surpresa ao comparecer no trabalho nessa segunda-feira: os estudantes do colégio homenagearam o professor cercando-o no pátio e, cheios de energia, os adolescentes gritavam palavras de apoio ao profissional em meio a aplausos e finalizaram a bela homenagem com um abraço coletivo, quando o professor já estava visivelmente emocionado com a atitude dos alunos.

O vídeo da homenagem dos alunos viralizou na web. Assista:

O professor Lenim Almeida, de 39 anos, concedeu entrevista ao jornal O POVO Online e disse que ficou realmente surpreso com a repercussão ruim em relação a sua imagem, pois sempre se preocupou em desempenhar seu papel como educador com amor e dedicação. Mais que transmitir conteúdos de Física a seus alunos, ele afirmou que se empenha em formar cidadãos do bem, que não desistam de sonhar, mesmo num país que não valoriza a educação como deveria.

Ele disse que sua única preocupação é que sua imagem se espalhe nas redes de maneira indevida, pois isso pode causar prejuízos à sua vida profissional e pessoal. Porém, Lenim garante que não se importa em descobrir quem tirou a foto na sala de aula.

"Tenho fé nos meus alunos, acredito na escola pública. O que falta é quem está no poder olhar para a mesma, porque educar uma geração certamente mexe com quem está no poder".

Um dos que compartilharam o vídeo em apoio ao professor foi o ator Ari Areia, que destacou que o lado subjetivo do educador não necessita estar escondido por causa da sua profissão: "Ele existe enquanto cidadão, e isso não o faz deixar de existir como profissional".

As deputadas Manuela D'Ávila (PCdoB) e Luizianne Lins (PT-CE) também fizeram postagem apoiando o professor.

Outras Notícias que Talvez Você Goste de Ler:

Lula Lidera em São Paulo em todos cenários, segundo pesquisa Ibope

Revista Veja diz que robôs favorecem Bolsonaro nas redes sociais

Sem apoiadores, Bolsonaro cancela evento no Centro de Curitiba

Siga a página Lula
Seguir
Siga a página Escola
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!